'A depressão não discrimina', diz Dwayne Johnson

Redação - O Estado de S.Paulo

Ator falou sobre o período em que enfrentou a doença e sobre a tentativa de suicídio de sua mãe

Ator Dwayne Johnson

Ator Dwayne Johnson Foto: Lucy Nicholson/Reuters

Dwayne Johnson, há dois anos consecutivos o ator mais bem pago de Hollywood, falou mais sobre o período em que enfrentou uma severa depressão e sobre a tentativa de suicídio da mãe, quando ele tinha 15 anos.

“Eu cheguei a um ponto em que eu não queria fazer nada nem ir a lugar algum. Eu chorava constantemente”, falou o ator ao jornal Express.

Dwayne Johnson recebeu muito apoio de seus fãs após falar abertamente sobre o tema. Ele agradeceu o incentivo em seu Twitter: “Todos podemos passar por isso, a depressão não discrimina ninguém. Levou um bom tempo para eu perceber, mas a chave é não ter medo de se abrir. Os homens, principalmente, têm uma tendência de aguentarem tudo calados. Vocês não estão sozinhos”.

Sobre a tentativa de suicídio de sua mãe, Ata, ele disse que ela saiu do carro em uma estrada de Nashville, nos Estados Unidos, e começou a andar entre os carros.

“Eu a agarrei e a puxei para o acostamento”, contou Dwayne. “O mais louco sobre essa tentativa de suicídio é que ela não se lembra de nada. Talvez seja melhor assim”.

O ator falou que ele e sua mãe já superaram a depressão, mas que é preciso ajudar quem continua lutando contra ela. “Nós dois nos curamos, mas precisamos ficar sempre atentos sobre a dor dos outros. Devemos ajudá-los a superar isso e lembrá-los que não estão sozinhos”.

 

VEJA TAMBÉM: Artistas que já falaram abertamente sobre saúde mental