Youtuber de 70 anos faz sucesso na Coreia do Sul e dá novo sentido à beleza

Redação - O Estado de S.Paulo

Park Makrye faz tutoriais de maquiagem e mostra as aventuras em viagens

Park Makrye, de 70 anos, faz uma demonstração de maquiagem em seu canal no YouTube.

Park Makrye, de 70 anos, faz uma demonstração de maquiagem em seu canal no YouTube. Foto: Lee Jin-man/AP Photo

Uma idosa de 70 anos está chamando atenção no YouTube sul-coreano com tutoriais de maquiagem e aventuras em viagens. Ao mostrar suas rugas e vida real, Park Makrye se destaca no universo das mídias sociais que exalta juventude e perfeição.

Os jovens coreanos a consideram tão engraçada e adorável que grandes empresas como Samsung Electronics e Lotte estão bancando sua popularidade. Porém, apesar da nova vida de personalidade digital, ela ainda se levanta antes do amanhecer para dar conta de seu restaurante.

Park pode não ser o ícone de beleza mais elegante ao vestir uma blusa rosa de bolinhas brancas, saia curta e um chapéu de cozinheiro na cabeça, mas as pessoas amam ver os tutoriais de maquiagem dela. Sucesso também é o 'Diário da Vovó', em que ela aparece se reunindo com amigos e comendo massas pela primeira vez.

"Ela é real. Ela não é de mentira", disse Lee Injae, de 31 anos, à agência de notícias Associated Press. "É renovador ver o mundo através dos olhos de uma vovó", completou.

A ideia do canal veio de Kim Yura, de 27 anos, neta de Park. A jovem parou de trabalhar como instrutora de atuação para viajar com a avó depois que um médico disse à família que ela tinha um alto risco de ter Alzheimer. A primeira coisa que fizeram foi uma viagem à Austrália, em que a simpática senhora descreve sua primeira vez mergulhando no oceano e corre para a piscina como uma criança.

"Eu aprendi que minha avó é como nós. Ela gosta de viajar, comer comidas gostosas e tirar fotos bonitas", disse Kim, que filma e edita os vídeos.

Antes do YouTube, Park disse que sua vida era "morta como brotos de feijão podres". "Nós costumávamos pensar 'Minha vida acabou desde que tenho mais de 70 anos, mas, assim que eu comecei a fazer isso, percebi que a vida começa aos 71", afirmou.

Com informações da Associated Press