Vingadores do bullying: crianças se tornam super-heróis em projeto

Redação - O Estado de S.Paulo

Inspirado por Guerra Infinita, Josh Rossi produziu um ensaio com 15 vítimas para mostrar como a violência psicológica os afeta

Crianças vítimas de bullying se tornaram personagens de Vingadores: Guerra Infinita

Crianças vítimas de bullying se tornaram personagens de Vingadores: Guerra Infinita Foto: Reprodução YouTube/ Josh Rossi

O fotógrafo Josh Rossi transformou 15 crianças vítimas de bullying em super-heróis do novo filme da Marvel Vingadores: Guerra Infinita, que foi lançado na última quinta-feira, 26. Os garotos e garotas deram seus depoimentos para um vídeo sobre violência psicológica e depois foram produzidos como seus personagens favoritos para um ensaio de fotos.

"Conheça os Vingadores do Bullying! Encontramos 15 crianças que foram severamente intimidadas e as transformamos nos Vingadores! Essas crianças são fortes e únicas e sua mensagem para nós é: nossas diferenças nos fazem fortes!", escreveu o fotógrafo no Facebook.

O projeto tinha como objetivo empoderar as crianças para que elas pudessem enfrentar o bullying. 

"Eu não quero mais ser motivo de piada", disse Cole Helton, transexual e que incorporou o personagem Visão. Jackson Bezzant, que nasceu com deformidade facial, se tornou o capitão América. Jackson Sommers, que perdeu 35% do cerebelo, escolheu se tornar o Doutor Estranho.

Assista ao vídeo do projeto:

 

O vídeo do projeto destacou informações da organização Stop Bullyng. Segundo a instituição, 70% dos estudantes testemunharam bullying na escola, o local em que esse comportamento mais ocorre.

No ano passado, Josh Rossi transformou crianças que tinham doenças ou deficiências em super-heróis da Liga da Justiça