Vila na Itália oferece 2 mil euros para pessoas se mudarem para lá

Redação - O Estado de S.Paulo

Dois dias após o anúncio, o prefeito da cidade mudou o discurso e divulgou novas regras para os futuros moradores

As pessoas que quiserem morar lá vão pagar apenas 50 euros mensais de aluguel numa casa de três dormitórios. 

As pessoas que quiserem morar lá vão pagar apenas 50 euros mensais de aluguel numa casa de três dormitórios.  Foto: Google Maps

Atualizado em 11/05, às 08h55

A pequena vila de Bormida, na região da Liguria, Itália, tem apenas 394 habitantes, mas Daniele Galliano, atual prefeito, quer aumentar essa população. Para isso, informou que ofereceria 2 mil euros (cerca de R$ 7 mil) para quem quisesse se mudar para lá. Mas o anúncio tomou uma proporção além da planejada e ele precisou mudar seu discurso dois dias depois. 

Inicialmente, dizia que as pessoas que se mudassem ainda pagariam apenas 50 euros mensais (R$ 175) para alugar casas de três quartos. A proposta foi divulgada em alguns jornais locais e o próprio prefeito confirmou a novidade via Facebook, postando uma foto da notícia publicada em um jornal local. Com a proposta, ele esperava impedir que o local virasse uma 'cidade fantasma'.

Galliano disse que a ação entraria em prática em dois meses, e que "os interessados terão de ler atentamente as regras". Ele contou que ainda teria que apresentar a proposta ao Conselho da cidade para definir "todos os passos necessários" antes de "tornar a ideia executável".

Nos comentários, muitas pessoas se mostraram interessadas pela ideia. "Oi, vivo na Espanha com meu esposo e duas filhas, estou interessada em viver em Bormida com minha família, queria saber os requisitos que devo cumprir", comentou uma mulher. Uma das postagens já tem mais de 150 interessados, de diversos países, como Estados Unidos, Costa Rica, Espanha, Irlanda, Inglaterra e também moradores de outras cidades da Itália.

Mudança de discurso. No entanto, com a grande repercussão do caso, o prefeito apagou a publicação inicial de seu Facebook. Na quarta-feira, 10, ele fez um novo post na rede social para esclarecer que o programa, se implementado, será apenas em nível nacional. Além disso, informou à BBC que só daria os 2 mil euros para italianos que comprassem uma casa na cidade.

Segundo Galliano - que havia compartilhado em seu Facebook uma matéria sobre o assunto, mas depois apagou -, a imprensa divulgou informações erradas. Veículos importantes, como o La Repubblica, estamparam títulos afirmando que os 2 mil euros seriam entregues a quem se mudasse para a cidade. Eles não especificaram a condição da compra de um imóvel, nem as restrições em relação à nacionalidade dos novos moradores.

Confira algumas fotos de Bormida:

A vila Bormida tem apenas 394 habitantes. 

A vila Bormida tem apenas 394 habitantes.  Foto: Google Maps

Prefeito de Bormida quer evitar que a cidade fique deserta. 

Prefeito de Bormida quer evitar que a cidade fique deserta.  Foto: Google Maps