Veículos de comunicação estão proibidos de citar o Dia dos Namorados no Paquistão

Redação - O Estado de S.Paulo

Decisão foi tomada pela autoridade de regulação midiática do país e está de acordo com ordem judicial

Homem enche balão para o Valentine's Day em Peshawar, no Paquistão

Homem enche balão para o Valentine's Day em Peshawar, no Paquistão Foto: Fayaz Aziz / Reuters

Todos os canais de televisão e estações de rádio do Paquistão estão proibidos de veicular qualquer material sobre o Valentine’s Day, como é conhecido o Dia dos Namorados nos Estados Unidos, comemorado no dia 14 de fevereiro.

A decisão foi anunciada pela autoridade de regulação midiática do país nesta quarta-feira, 7, em concordância com uma ordem da alta Corte paquistanesa. De acordo com a Al Jazeera, o Valentine’s Day é celebrado em homenagem a um santo católico que morreu por amor e era muito comemorado no país asiático.

Contudo, em 2017, um juiz aceitou petição que dizia que a comemoração espalhava “imoralidade, nudez e indecência” e proibiu qualquer exibição de material ligado ao tema nos veículos midiáticos. O banimento ainda aguarda veredicto final mas, enquanto ele acontece, as celebrações ficam proibidas.

Não é a primeira vez que uma data norte-americana causa discórdia no Paquistão. Também em 2017, muitos lojistas foram criticados por adotar a Black Friday (Sexta-feira Preta), famosa data em que as lojas oferecem grandes descontos em produtos. Muitos trocaram por Sexta-feira Verde ou Sexta-feira Branca, cores relacionadas ao islã.