Unicef cria 'garota robô' no Facebook para conscientizar jovens

Redação - O Estado de S.Paulo

Fabi simulará uma adolescente que sofre com o vazamento de um vídeo íntimo na plataforma

Logotipo do Facebook

Logotipo do Facebook Foto: Pixabay / @Simon

A Unicef anunciou a plataforma de inteligência artificial Caretas, um robô no Messenger do Facebook que interagirá com adolescentes a partir de 13 anos de idade sob a forma de uma personagem fictícia chamada Fabi, que simula uma adolescente que sofre com o vazamento de um vídeo íntimo.

A ideia é que o jovem sinta-se no lugar do melhor amigo da personagem, trocando experiências, conselhos e aprendendo a saber como agir com situações de compartilhamento de imagens íntimas sem autorização. Também serão apresentadas às melhores formas de ajudar em situações de violência online, entre elas a ONG SaferNet Brasil.

Recentemente, o Facebook criou uma ferramenta para impedir problemas neste tipo de situação. Quando alguém faz o upload de uma imagem íntima não consentida, tal ato é impedido. Além disso, há a função de reconhecimento facial, que avisa às pessoas quando alguém publica uma foto que pode ser dela.

O sistema Caretas foi testado com 7,4 mil adolescentes entre junho e novembro de 2017, totalizando 1,6 milhões de mensagens. Pouco mais de 40% deles concluiu a experiência. Destes, apenas 39,7% declararam saber o que era sexting e como se proteger da violência online e do cyberbullying antes de participar da experiência. Após a conclusão dos passos, o percentual cresceu para 90,5%.

Para iniciar uma conversa com a personagem Fabi, clique aqui e, em seguida, selecione a opção "enviar mensagem".

O projeto é uma parceria em conjunto com a empresa Sherpas e foi anunciado nesta segunda-feira, 19. Leia mais sobre o Caretas aqui.

Veja também: postagens em redes sociais que resultaram em demissão