'Todo mundo é um terrorista em potencial', diz policial sobre casamento de Harry e Meghan

Redação - O Estado de S.Paulo

O casal sobe ao altar no dia 19 de maio, no Castelo de Windsor

Meghan Markle e príncipe Harry vão se casar no dia 19 de maio. 

Meghan Markle e príncipe Harry vão se casar no dia 19 de maio.  Foto: REUTERS/Darren Staples

Príncipe Harry e Meghan Markle vão subir ao altar no dia 19 de maio na Capela Saint George no Castelo de Windsor, e a segurança do evento será uma das maiores já vistas na cidade, que fica a 30 quilômetros de Londres. Algumas das medidas empregadas serão estratégias de segurança estilo aeroporto e patrulhas armadas.

"É um grande desafio", disse Bob Broadhurst, um ex-policial que foi o "Comandante de Ouro" responsável pela segurança do casamento de William e Kate em 2011 à Reuters. "É impossível fazer buscas em milhares de pessoas que querem assistir [ao casamento], qualquer um poderia ser um terrorista em potencial; alguém que é obcecado pela família real – e há vários desses; ao alguém que apenas quer chamar atenção", disse.

"É muito mais que desafiador porque, essencialmente, todo mundo naquela multidão poderia ser um terrorista", continuou. Ele diz que o reforço na segurança nos arredores do Castelo já começaram. "Na próximas semanas, residentes, comerciantes locais e visitantes da cidade poderão ver um aumento da presença policial, com agentes policiais, armados e não armados, cães farejadores, policiais rodoviários e o Serviço Nacional de Polícia Aérea", falou. 

No dia da cerimônia, todos os visitantes que chegarem a cidade de carro ou trem vão ser revistados para identificar itens que poderiam causar possível risco ao público.