Perfil de usuários de iPhone e Android é diferente, diz estudo

redação - O Estado de S.Paulo

Pessoas que usam o dispositivo da Apple tendem a ser mais emotivas e preocupadas com status social

Quem usa iPhone tende a ser mais jovem e mulher.

Quem usa iPhone tende a ser mais jovem e mulher. Foto: JESHOOTS/Pixabay

Há smartphones para todos os gostos e necessidades, mas descobriu-se também que há diferenças no perfil das pessoas que usam os dispositivos.

Pesquisadores do Reino Unido resolveram investigar os usuários de Android e iPhone, uma vez que esses aparelhos são responsáveis ​​por mais de 90% de todos os smartphones vendidos no mundo.

O estudo, publicado no periódico Cyberpsychology, Behavior, and Social Networking, foi o primeiro a fazer uma ligação entre personalidade e tipo de celular.

Os pesquisadores deram várias perguntas a mais de 500 pessoas que usavam um desses aparelhos. Elas tinha de responder sobre elas mesmas e suas atitudes em relação aos celulares.

A conclusão empírica foi de que os usuários de iPhone tendem a ser do sexo feminino, mais jovens e mais preocupados em o smartphone ser visto como um objeto de status. Eles também têm altos níveis de emotividade.

Já os usuários de Android tendem a ser homens, mais velhos, mais honestos e agradáveis e menos propensos a quebrar regras para ganho pessoal. São pessoas menos interessadas em riqueza ou preocupadas com status.

Embora essa análise pareça um pouco sem sentido, os pesquisadores afirmam que as descobertas implicam no crescente uso de smartphones dentro da pesquisa, particularmente para aqueles que trabalham com Ciências Sociais Computacionais e Psicoinformática. Nessas áreas, os dados são normalmente coletados de dispositivos e aplicativos que executam um único sistema operacional de smartphone.