Pela primeira vez na história, mulher lidera a troca da guarda no Palácio de Buckingham

Redação - O Estado de S.Paulo

Megan Couto é canadense e foi à Inglaterra como parte das comemorações pelos 150 anos de seu país 

A capitã canadense Megan Couto durante a troca da guarda nesta segunda-feira, 26

A capitã canadense Megan Couto durante a troca da guarda nesta segunda-feira, 26 Foto: AP/ Matt Dunham

Megan Couto fez história na manhã desta segunda-feira, 26. A soldada é a primeira mulher a comandar as tropas de guarda do Palácio de Buckingham. Ela liderou 40 equipes durante a troca da guarda na manhã desta segunda. 

A Capitã Couto e sua unidade foram do Canadá para assumir temporariamente a base em Buckingham como parte da comemoração dos 150 anos do país norte-americano. 

Até julho de 2016, era proibido que mulheres ocupassem cargos de combate nas Forças Armadas Britânicas. Por isso, até hoje, todos os capitães da Guarda da Rainha foram homens. No Canadá, por outro lado, as mulheres servem às forças armadas desde 1989. 

Ao Daily Telegraph, Megan contou que ficou bastante nervosa com a cerimônia da manhã do dia 26. Ela também disse que mal percebe que é minoria das forças armadas. "Sou tratada como qualquer oficial da infantaria: se eu fizer meu trabalho bem, sou recompensada, se errar, sou corrigida. É bem normal". 

Pela primeira vez uma mulher foi capitã da troca da guarda

Pela primeira vez uma mulher foi capitã da troca da guarda Foto: AP/ Matt Dunham