Nessa ilha de 20 mil habitantes, o Tinder tem funções nada comuns

Redação - O Estado de S.Paulo

'Pessoas que namoram, que são casadas, estão no Tinder. Elas não estão no app para paquerar, estão para ver quem mais está lá', conta um morador

Nas Ilhas Shetland, na Escócia, o Tinder serve mais como uma ferramenta de observação do que de paquera. 

Nas Ilhas Shetland, na Escócia, o Tinder serve mais como uma ferramenta de observação do que de paquera.  Foto: Google Maps

As Ilhas Shetland, na Escócia, têm cerca de 23 mil habitantes. Lá, o Tinder é bastante usado - mas com um propósito um pouco diferente do que o resto do mundo está acostumado.

Como a ilha é pequena, a maioria dos moradores se conhece, então o aplicativo não cumpre a função de fazer com que os usuários conheçam pessoas novas. Na verdade, as pessoas da ilha usam mais por curiosidade de saber quem mais está no aplicativo.

Marjolein Robertson, que vive na ilha desde que nasceu, explica. "Eu não acho que nós estamos usando o aplicativo direito", disse ela ao Mashable. A moradora comenta que não faz sentido ter o Tinder em Shetland, porque todos se conhecem.

"Muitas pessoas que namoram, que são casadas, estão no Tinder. Eu estou falando de duas metades de um casal. Elas não estão no aplicativo para paquerar, elas estão para ver quem mais está lá. É apenas um monte de pessoas procurando por outras pessoas", comentou.

Simon, outro morador da ilha, também acredita que se inscrever no Tinder em Shetland não é a mesma coisa que no resto do mundo. "Em Londres, se alguém diz que viu seu namorado no Tinder, significa que ele está traindo. Mas aqui, pode significar qualquer coisa. É uma comunidade tão pequena que trair é mais difícil. Nós todos conhecemos um ao outro, todos reconhecemos os carros dos outros", diz ele.

Mas o Tinder pode ter outra função: saber se há pessoas novas na ilha. "Houve um período em que havia uma grande construção em Shetland, que trouxe um fluxo de cerca de 2 mil pessoas para cá. O Tinder explodiu. Muitos homens novos", relembra Marjolein.