Nasce o primeiro panda na França; Brigitte Macron é 'madrinha'

Redação - O Estado de S.Paulo

A primeira-dama do país o 'batizou' com um nome em chinês que significa 'sonho que se realizou'

Yuan Meng nasceu com aproximadamente 142 gramas em agosto e, em dezembro, já pesa quase oito quilos 

Yuan Meng nasceu com aproximadamente 142 gramas em agosto e, em dezembro, já pesa quase oito quilos  Foto: REUTERS/Benoit Tessier

A primeira-dama francesa Brigitte Macron revelou na segunda-feira, 4, que o primeiro panda nascido na França, do qual ela é 'madrinha', se chama Yuan Meng.

O nome sigifica "sonho que se realizou" e foi escolhido por chineses — nacionalidade dos pais do filhote.

O pequeno panda macho, sobrevivente do nascimento de dois filhotes em 4 de agosto no zoológico de Beauval, a aproximadamente 250 quilômetros de Paris, até agora era chamado de Mini Yuan Zi, em homenagem ao pai. A tradução do nome anterior é "rechonchudo". 

O filhote perdeu seu irmão gêmeo pouco mais de duas horas depois do nascimento.

Brigitte Macron na cerimônia de nomeação do panda 

Brigitte Macron na cerimônia de nomeação do panda  Foto: REUTERS/Thibault Camus/Pool

Brigitte Macron anunciou o nome oficial do panda em um evento com a participação do vice-ministro das Relações Exteriores chinês Zhang Yesui.

A chegada dos pais panda na França em 2012 foi considerada como um sinal de laços bilaterais mais próximos. Eles devem voltar à China em 2022, enquanto o filhote deve ficar na França até completar dois ou três anos de idade. 

/Com informações da Reuters