Mulher que adora ouvir o sino da igreja manda carta de agradecimento e recebe 'homenagem'

Redação - O Estado de S.Paulo

A britânica Josie ouve o sino tocar todas as quartas-feiras e decidiu enviar uma mensagem para os tocadores de sino, que ficaram muito felizes

Josie gosta tanto de ouvir os sinos baterem que enviou uma carta aos tocadores para agradecer. Imagem meramente ilustrativa. 

Josie gosta tanto de ouvir os sinos baterem que enviou uma carta aos tocadores para agradecer. Imagem meramente ilustrativa.  Foto: Pixabay

Josie George é uma mulher de Stafford, na Inglaterra, que adora ouvir os sinos da igreja que tocam todas às quartas-feiras ao anoitecer, e sempre falou sobre isso em seu Twitter. Em setembro, ela decidiu que iria enviar uma carta para os tocadores de sino para que eles soubessem como eles a faziam feliz.

"Queridos tocadores de sino das quartas-feiras. Eu vivo a um quilômetro de distância de vocês e, sem que vocês saibam, todas as quartas-feiras, por anos, eu tenho aberto minha janela ou a porta dos fundos, feito uma xícara de chá e sentado para ouvir o som amável do sino. Algumas noites, o som fica tão distante que eu mal consigo ouvir, mas nos dias em que o vento está na direção certa, eu consigo ouvir cada badalada", escreveu Josie na carta.

'Quarta-feira à noite significa colocar mais uma blusa para que eu possa abrir a janela e ouvir ao sino da igreja que fica a mais de um quilômetro de distância'

'Enviando isso por correio hoje, como prometido!'

 

"Eu pensei que já era hora de escrever para agradecer a vocês todos por esse momento de paz, calma e beleza que vocês me dão todas as semanas", ela concluiu. Por sorte, a carta chegou ao local e não passou despercebida.

Alguns dias depois, a instituição que representa as igrejas de Stafford agradeceram a mensagem no Twitter.

"Olá, os tocadores estão impressionados com sua carta. Eles vão até tocar o sino mais uma vez para você nesta manhã", disse a igreja. Além disso, os tocadores de sino responderam à carta. "Nós ficamos felizes de saber que há ao menos uma pessoa que está aproveitando o som de nossos sinos", escreveu Selwyn Jones, o capitão da torre do sino.