Mexicano cria marca de papel higiênico chamada 'Trump'

Redação - O Estado de S.Paulo

Idealizador pretende usar parte do valor obtido nas vendas para ajudar imigrantes deportados

Trump está em Belém, na Cisjordânia, para encontro com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas

Trump está em Belém, na Cisjordânia, para encontro com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas Foto: Evan Vucci/AP

Existem diversas formas de se protestar contra um político, mas o empresário mexicano Antonio Battaglia encontrou uma bastante inusitada para demonstrar sua insatisfação com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump: 'homenageá-lo' com um papel higiênico. Em outras palavras, usar 'Trump' para limpar as partes íntimas. As informações são do site Expansión, ligado à rede de notícias CNN.

De acordo com o veículo, Antonio Battaglia tentou registrar uma marca de sapatos ou vestuário, mas o nome "Trump" já estava sendo utilizado. Em seguida veio a ideia de fazer um papel higiênico com o nome do presidente. "Um produto que seria irônico e permaneceria no mercado por um bom tempo", explicou.

Apesar de parecer piada, o produto tem intenções sérias: "Se vai gerar lucro é algo secundário para mim, quero que seja útil para ajudar imigrantes e deportados. Inicialmente, espero destinar 30% das vendas a organizações em Guanajuato [cidade mexicana onde vive]".

A ideia é que o produto comece a ser produzido até o final do ano.