Livraria vira livros de autores masculinos ao contrário para mostrar disparidade entre gêneros

- O Estado de S.Paulo

A Loganberry Books, que fica nos EUA, publicou imagens do 'antes e depois' nas redes sociais

A maior parte das estantes ficou branca, mostrando que há muito mais livros escritos por homens na livraria. 

A maior parte das estantes ficou branca, mostrando que há muito mais livros escritos por homens na livraria.  Foto: www.facebook.com/loganberrybooks/

A livraria Loganberry Books, que fica em Cleveland, no estado americano de Ohio, resolveu marcar o Dia Internacional da Mulher comparando a quantidade de livros publicados por homens e mulheres.

Para isso, funcionárias da loja viraram livros publicados por homens, deixando a lombada para o lado da parede, para deixar em evidência o livro de autoras femininas. As fotos foram publicadas no Facebook da livraria.

"Ilustrando a desigualdade de gênero na ficção: Obrigada aos funcionários e voluntários por apoiaram nosso projeto de performance artística para demonstrar a relação desequilibrada entre autores femininos e masculinos. Nós deixamos as lombadas de todos os livrosde ficção feitos por homens para trás, deixando apenas os trabalhos das mulheres (e, portanto, legíveis). É uma declaração poderosa", diz a livraria no Facebook.

Confira como ficou a livraria após a mudança, que vai durar até o dia 14 de março: