Juiz impede venda de Barbie de Frida Kahlo no México

Jennifer Gonzalez Covarrubias - AFP

Magistrado entendeu que os direitos de imagem da artista pertencem à família dela

Barbie Frida Kahlo

Barbie Frida Kahlo Foto: Mattel/Divulgação

Um juiz mexicano proibiu a venda da Barbie de Frida Kahlo no México ao reconhecer como única proprietária dos direitos de imagem da pintora a família dela, informou nesta quinta-feira, 19, o advogado do caso.

A decisão tem efeito imediato no país, mas a Mattel, fábrica de brinquedos que lançou a boneca, pode apelar. A família disse que vai esperar o final do processo jurídico para iniciar uma ação similar nos Estados Unidos, sede da empresa.

O juiz mexicano ordena que a Mattel e as distribuidoras "se abstenham de realizar qualquer ato que tenda a utilizar a marca, imagem ou obra de Frida Kahlo". As polêmicas bonecas chegaram a, pelo menos, uma rede mexicana de lojas de luxo na semana passada e se esgotaram em dois dias, comentou uma das vendedoras.

"Esse processo está em sua primeira etapa. Nós nos aproximamos do juiz e solicitamos certas medidas cautelares que nos permitam proteger nossos direitos sobre a propriedade intelectual de Frida Kahlo", comentou Pablo Sangri, advogado da família da artista. A agência de notícias AFP tentou entrar em contato com a Mattel para obter uma resposta sobre a decisão, mas não teve êxito.

Em março, a empresa lançou a boneca em uma linha comemorativa ao Dia Internacional da Mulher. Para isso, fez um acordo com a Frida Kahlo Corporation, fundada pela família em parceria com a empresa Casablanca Distributors. Porém, a Mattel rompeu com a corporação por esta, supostamente, não cumprir com o dever de informar aos familiares da artista sobre a produção.

"A única coisa que a família está pedindo é que, se fizerem algum tipo de produto, que seja algo que finalmente vá ao encontro dos valores da família, dos valores de Frida e que seja congruente com sua imagem, com sua forma de ser", disse Mara de Anda Romeo, sobrinha bisneta da artista.

Para a família, a Barbie teria de ser mais realista. "Teria de ser uma boneca muito mais mexicana, um pouco mais escura, a sobrancelha mais junta, não tão magra porque Frida não era tão magra, talvez com uma perna mais curta que a outra e vestida mais mexicana, com jóias mexicanas", disse a sobrinha neta da pintora.