Governo Trump retira questões LGBT de formulários de pesquisa nacional sobre idosos

- O Estado de S.Paulo

Pesquisa serve para decidir o destino dos recursos para grupos de apoio a pessoas idosas

Pesquisa sobre idosos tinha perguntas relacionadas à comunidade LGBT desde 2014, mas na edição de 2017 as questões foram retiradas.

Pesquisa sobre idosos tinha perguntas relacionadas à comunidade LGBT desde 2014, mas na edição de 2017 as questões foram retiradas. Foto: Pixabay

Ativistas estão revoltados com a retirada de questões que englobam a temática LGBT de pesquisas nacionais que ajudam a decidir o destino do financiamento de grupos que apoiam os idosos.

A Pesquisa Nacional de Idosos Americanos adicionou questões relacionadas à comunidade LGBT em suas pesquisas em 2014, mas parece que a atual administração comandada por Donald Trump removeu essas questões na edição 2017. E isso não havia sido revelado até que um rascunho foi postado no site da Administração para a Vida Comunitária (ACL, na sigla em inglês).

A ACL é a responsável pela pesquisa que dá ao Departamento de Saúde e de Serviços Humanos os dados de quem recebe transporte e refeições, visitas a asilos e outros programas do Ato de Anciãos Americanos, de acordo com a Associated Press.

Uma porta-voz da ACL disse ao portal NBC News que "as questões foram incluidas em pesquisas da ACL anteriores como parte de um teste piloto. Essas perguntas já não são mais requeridas nas pesquisas. O tamanho da amostra de respostas a essas perguntas não foram suficientes para permitir a confiabilidade e nem para fazer relatórios".

De acordo com os Serviços e Defesa para idosos LGBT (SAGE, na sigla em inglês), havia ao menos 3 milhões de pessoas LGBTQ com 55 anos ou mais em 2014. SAGE é uma das grandes organizações de apoio à comunidade que repudiou a exclusão das perguntas.

* Com informações do Mashable.