Garota cria ONG para distribuir bonecas negras a meninas carentes

Redação - O Estado de S.Paulo

Zoe Terry sofreu bullying por causa da cor de sua pele e viu na iniciativa uma maneira de incentivar outras meninas a aceitarem a aparência que têm

Zoe Terry recebe as bonecas e as doas (imagem ilustrativa)

Zoe Terry recebe as bonecas e as doas (imagem ilustrativa) Foto: Pixabay / @ErikaWittlieb

Uma garotinha nos Estados Unidos criou uma ONG para distribuir bonecas negras a meninas carentes. Zoe Terry, 11, quer que as jovens saibam que "sua imagem é bonita".

"Eu comecei a Zoe's Dolls (Bonecas da Zoe, em português) quando eu tinha cinco anos porque naquela época eu sofria bullying por causa da cor da minha pele e por causa do meu cabelo", contou Zoe à ABC News. A criação do projeto aconteceu em 2011.

Nakia Bowling, mãe da menina, disse que tentou transformar o bullying que a filha sofria em um aprendizado e a encorajou a ter confiança com sua cor de pele. "Ela não deixou aquilo determinar o seu futuro, ela determina o próprio futuro".

Foi assim que Zoe teve a ideia de distribuir bonecas negras para as meninas como um jeito de ajudá-las a se aceitarem como são. "Eu queria muito achar um jeito de mostrar para pequenas meninas negras que a imagem delas é bonita, não importa o que outros digam", contou Zoe. "E eu pensei 'Bonecas com a imagem delas seria uma boa forma de mostrar isso".

A Zoe's Doll já recebeu e doou mais de 20 mil bonecas. A meta da menina, agora, é criar uma linha de bonecas própria e vendê-las, com a intenção que a cada boneca vendida, outra seja doada.