Erro anatômico em emoji de lagosta chama a atenção nas redes sociais

Redação - O Estado de S.Paulo

A Unicode Consortium logo percebeu que haviam errado e corrigiram o design

A Unicode Consortium corrigiu um erro no novo emoji da lagosta após publicá-lo com oito pernas ao invés de dez

A Unicode Consortium corrigiu um erro no novo emoji da lagosta após publicá-lo com oito pernas ao invés de dez Foto: Pixabay/ndemello

Um erro na anatomia do novo emoji da lagosta quase causou um incidente diplomático da Unicode Consortium, entidade que cria e administra os emojis, com o Estado do Maine, conhecido por ser o maior produtor do crustáceo nos Estados Unidos.

Quando a organização divulgou 157 novos emojis que serão incluídos nos celulares de todo o mundo no segundo semestre, algumas pessoas logo perceberam que o desenho da lagosta estava com oito pernas ao invés de dez. Alguns jornais do Maine perceberam o erro e isso chamou a atenção dos responsáveis pelos emojis, que prontamente corrigiram o erro.

“Não foi intencional diminuir o número de pernas e, como o design do emoji é realista, faz sentido ele ser de acordo com a anatomia real de uma lagosta”, disse Jeremy Burge, um dos diretores da Unicode Consortium, ao site Mashable. “Quando nós vimos os tuítes e manchetes sobre a lagosta, a primeira coisa que nosso designer Joshua Jones disse para mim foi ‘não acredito que contamos errado as pernas!’”, continuou. No ano passado, outro emoji foi alterado após pedidos de internautas – mesmo não se tratando de um erro, e sim de uma preferência.

Veja abaixo como era a versão original do emoji da lagosta e como ele ficou após as reclamações.