Enfermeiras concedem o último desejo de paciente: fumar um cigarro e beber vinho

Redação - O Estado de S.Paulo

Homem dinamarquês estava em suas últimas horas de vida e, ao invés de fazer uma cirurgia, resolveu morrer de forma mais tranquila e feliz

Um homem dinamarquês pediu para fumar um cigarro e beber uma taça de vinho em suas últimas horas de vida.

Um homem dinamarquês pediu para fumar um cigarro e beber uma taça de vinho em suas últimas horas de vida. Foto: Pixabay

Um homem que estava internado no hospital universitário Aarhus, na Dinamarca, tinha um desejo simples antes de morrer: fumar um cigarro e beber uma taça de vinho branco.

De acordo com uma postagem na página oficial do hospital no Facebook, Carsten Flemming Hansen, de 75 anos, estava em estado terminal com um aneurisma e sangramento interno. Como o hospital sabia que, em questão de horas, o paciente morreria, ele não foi operado e teve uma morte mais tranquila. A família concordou em não fazer a operação.

As enfermeiras então decidiram conceder o último desejo de Hansen, mesmo indo contra as regras de não fumar em toda a área hospital. O paciente foi levado até uma varanda, onde pôde fumar um cigarro e beber uma taça de vinho branco, enquanto assistia ao pôr do sol com sua família.

O caso ocorreu na semana passada, e a postagem do Facebook viralizou e já tem mais de 5 mil compartilhamentos e 70 mil curtidas.