Dicionário norte-americano elege ‘feminismo’ como a palavra do ano

Redação - O Estado de S.Paulo

O site viu um aumento de quase 70% nas buscas pelo termo se comparado com 2016

O termo 'feminismo' foi o mais procurado do ano segundo o dicionário norte-americano Merriam-Webster

O termo 'feminismo' foi o mais procurado do ano segundo o dicionário norte-americano Merriam-Webster Foto: Pixabay/stevepb

O dicionário Merriam-Webster, um dos principais na língua inglesa, anunciou nesta terça-feira, 12, que ‘feminismo’ foi escolhida como a palavra do ano. Segundo Peter Sokolowski, editor do dicionário, o termo foi o mais procurado no site, com as buscas pela palavra subindo 70% em relação ao ano passado.

A palavra esteve bastante na mídia: desde as marchas que ocorreram nos EUA no primeiro semestre até a campanha #MeToo, que denunciou casos de abuso sexual contra mulheres, passando por filmes e séries como Mulher Maravilha e The Handmaid's Tale.

“A palavra 'feminismo' estava sendo usada de uma forma geral”, disse Sokolowski para a agência Associated Press. “Há o feminismo protesto, mas ela também é utilizada em formas específicas: o que significa ser feminista em 2017? Acredito que tipo de questão é o que leva as pessoas até os dicionários”, continuou.

Outras palavras bastante procuradas durante o ano que o Merriam-Webster destacou: cúmplice, recusar, empatia, senil, sizígia, giroscópio, federalismo, furacão e gafe.