Depois de um ano junto, casal descobre que namorava na pré-escola

- O Estado de S.Paulo

Amy Giberson e Justin Pounders se reencontraram em site de relacionamento

.

. Foto: Reprodução

Sabe aquele namoradinho do jardim de infância? Já imaginou reecontrá-lo décadas depois e descobrir que ele é o amor da sua vida? Foi o que aconteceu com Amy Giberson e Justin Pounders. O casal norte-americano se conheceu (ou achou que se conheceu) em um site de relacionamentos. Mas, depois, descobriram que sua história começou muito antes. 

Amy e Justin estudaram juntos quando tinham 3 anos, na Sunshine Preschool, em São Petesburgo, na Flórida. Eles brincavam juntos, sentavam juntos na hora do lanche e viviam um 'namoro' de crianças. Depois, os dois foram para escolas diferentes e nunca mais se viram.

Trinta anos depois, ao ver a foto de Amy no Match.com, Justin gostou dela na hora. Em entrevista a revista People, ele disse que sentiu uma boa energia. "Eu não sei explicar, mas eu sabia que eu tinha de conhecer essa garota", disse. 

Eles trocavam mensagens, se ligavam todas as noites e combinaram de se conhecerem em um restaurante. "Claro que, naquele momento, nós não sabíamos ainda que tínhamos sido namoradinhos na pré-escola, mas quando nos vimos e nos abraçamos, foi como se eu o conhecesse minha vida toda", Amy revelou à People.

Exatamente um ano depois do primeiro encontro, eles descobriram sua história quando crianças. "Nós estávamos no carro quando, casualmente, Justin disse que amou meu nome porque ele tinha uma quedinha por uma menina chamada Amy na pré-escola", disse Amy. Na hora, ela brincou que, como não era ela, não queria saber. 

Depois, eles fizeram a conexão de que os dois foram a Sunshine Preschool durante o mesmo período. Foi aí que Justin percebeu que a Amy de sua infância era a mesma pessoa que sua namorada. Os pais dos dois procuraram fotos e encontrar uma dos dois sentados juntos. Quando viu, Amy começou a chorar. "Eu sou a Amy que ele gostou todos esses anos! Definitivamente, era para ser!", falou à People.