Conheça os gêneros existentes para não cometer gafes

O ESTADO DE S. PAULO - O Estado de S.Paulo

Dicionário de Gêneros é iniciativa colaborativa do Afrorregae para combater desconhecimento sobre o tema

Foto: Divulgação

Recentemente personalidades como Otaviano Costa e Patrícia Abravanel cometeram gafes constrangedoras em rede nacional ao tratar da questão de gênero. Para ajudar a esclarecer o tema, sobre o qual ainda predomina a ignorância, foi criado um Dicionário de Gêneros colaborativo que pode ganhar verbetes e depoimentos de qualquer pessoa. 

O apresentador do Video Show entrevistava o ator Orã Figueiredo, que havia contracenado com um travesti anteriormente e agora atua ao lado de três atrizes, quando foi infeliz ao tentar fazer graça: "Para quem foi casado com uma 'traveco' (sic), está bem demais". A reação ao comentário foi intensa e o próprio ator se desculpou nas redes sociais. "Eu confesso que não me recordava que 'traveco' era uma palavra menor, era ofensiva e, acima de tudo, preconceituosa", admitiu. 

 

No caso de Patrícia Abravanel, a gafe foi ao ar no Programa Silvio Santos, quando a filha do manda-chuva do SBT afirmou: "Eu não sou contra o homossexualismo (sic), mas sou contra falar que é normal". Além de ter usado o termo 'homossexualismo', que é incorreto e tido como pejorativo, Patrícia despertou reações inconformadas e foi alvo, entre outras manifestações, da hashtag #AnormalÉTeuPreconceito. 

A iniciativa do grupo Afrorregae tem como objetivo reunir interpretações a respeito de gênero, explicar o assunto aos leigos e representar a diversidade existente na sociedade, que muitas vezes fica oculta graças ao amplo desconhecimento e ao preconceito disseminado. 

A ideia por trás do Dicionário de Gênero traduziu-se no slogan “Só Quem Sente Pode Definir”, e encoraja as pessoas a contribuirem com suas experiências a respeito de como se identificam em relação ao próprio gênero, sendo que um dos primeiros depoimentos é de Laerte, célebre cartunista e chargista que se revelou transgênero e explica sua condição em um dos vídeos do site. 

O internauta encontra também sessões didáticas que explicam a diferença entre sexo, orientação sexual e identidade de gênero, e conceitos como transgênero, cisgênero, binariedade e normatividade.