Cinema nos EUA não vai passar 'A Bela e a Fera' por ter personagem gay

- O Estado de S.Paulo

Postagem no Facebook do 'Henagar Drive-In Theatre' indica motivação religiosa

LeFou (à esquerda), personagem homossexual no filme, e seu amigo Gastão (à direita)

LeFou (à esquerda), personagem homossexual no filme, e seu amigo Gastão (à direita) Foto: Laurie Sparham/Disney via AP

O cinema Henagar Drive-In Theatre, na cidade de Henegar, no Estado americano do Alabama, não vai transmitir o filme A Bela e a Fera por causa do personagem gay LeFou.

Na página do estabelecimento no Facebook, uma mensagem indica motivações supostamente religiosas para a decisão. "Se nós não podemos levar nossa neta de onze anos e nosso neto de oito anos para ver um filme, nós não queremos assistir a ele. Se eu não posso sentar e ver um filme com Deus ou Jesus sentado ao meu lado, nós não temos que exibi-lo", diz a publicação.

Apesar de Henegar ter pouco mais de 2 mil habitantes, a postagem já passa das 4 mil reações no momento da publicação desta matéria. Dentre os comentários, há reações positivas e negativas. "Acredite quando eu te digo que nem Deus e nem Jesus querem estar perto de você e das suas opiniões. Aliás, esse é um dos atos mais anti-cristãos que eu já vi! Que vergonha!", escreveu uma internauta.

O diretor do filme, Bill Condon, revelou nesta semana que LeFou, personagem vivido por Josh Gad, seria homossexual no filme. “LeFou é alguém que um dia quer ser o Gastão e outro dia quer beijar o Gastão", afirmou Cordon à revista britânica Attitude.  Condon comentou, ainda, sobre o final do personagem: “É um momento legal e exclusivo em um filme da Disney.”

Leia a publicação completa do cinema (em inglês):