Cidade italiana vende casas a um euro para atrair novos moradores

Agência Ansa - ANSA

Ollolai, na ilha da Sardenha, viu sua população diminuir em cerca de mil habitantes nos últimos anos

Vista de rua da cidade de Ollolai, na Itália

Vista de rua da cidade de Ollolai, na Itália Foto: Reprodução / Google Maps

A cidade de Ollolai, uma pequena localidade na ilha da Sardenha, está vendendo imóveis a um euro (aproximadamente R$ 3,95) para tentar aumentar sua população, que caiu de 2,2 mil habitantes para 1,3 mil nos últimos anos.

Efisio Arbau, prefeito de Ollolai, aprovou um decreto especial que coloca à venda imóveis abandonados pelo preço simbólico de um euro (R$ 3,95). Em contrapartida, os novos proprietários deverão reformar as casas e usá-las em até três anos.

"Temos origens pré-históricas. O objetivo é resgatar nossas tradições únicas para que não caiam no esquecimento. O orgulho do passado é nossa força. Sempre fomos pessoas fortes e não permitiremos que nossa cidade morra", afirmou Arbau.

A maioria dos imóveis em Ollolai tem construção em pedras. A economia é baseada na atividade artesanal, agricultura e pasto, com produção de um queijo de ovelha chamado Casu Fiore Sardo. Três casas já foram vendidas, e a prefeitura recebeu mais de cem pedidos de compra, alguns vindos de países como Rússia e Austrália. Os interessados têm até 7 de fevereiro para contatar as autoridades. O prefeito espera que a remodelação das casas ajude a criar novos empregos, a reviver a economia local e a repovoar a cidade.

 

Veja também: Cidades dizem oferecer ‘benefícios’ a novos moradores, mas não é bem assim