Chinês 'engana' Google Maps ao colar placa com seu nome em rua

Redação - O Estado de S.Paulo

Ge Yulu contou que tudo não passava de um projeto de artes para sua faculdade, mas nome acabou entrando nos registros oficiais da cidade e em serviços de mapas do Google e da Apple

Ge Yulu colou a placa com seu nome na rua, mas o nome chegou aos sites de mapas e documentos oficiais de Pequim.

Ge Yulu colou a placa com seu nome na rua, mas o nome chegou aos sites de mapas e documentos oficiais de Pequim. Foto: sohu.com/a/156640551_119774

O chinês Ge Yulu estava passando por uma rua no distrito de Chaoyang, em Pequim, na China, quando percebeu que não havia uma placa indicando o nome da rua. Então, ele resolveu colar uma placa com o seu nome. O caso aconteceu em 2013, mas só veio à tona nesta semana.

Em uma publicação no Sohu, uma rede social chinesa, Ge contou que sua placa acabou entrando nos registros oficiais da cidade e também nos mapas do Google, Apple, Baidu e AutoNavi, da Alibaba.

O primeiro serviço a incluir a rua foi o AutoNavi, em 2014, e depois os outros sites fizeram o mesmo.

Ainda no post, Ge contou que é um aluno da China Central Academy of Fine Arts, e colocou a placa lá como uma obra de artes da escola. A placa fazia parte de um projeto, no qual ele brincou com o duplo sentido de seu nome, que contém a palavra chinesa que significa 'via'.

Rua 'Ge Yulu' no Google Maps.

Rua 'Ge Yulu' no Google Maps. Foto: Google Maps

"Quando eu vim para Pequim, eu descobri que essa metrópole tinha muitos recantos isolados. Poderia 'Ge Yulu' sobreviver em um lugar onde as pessoas são geralmente ignoradas? Essa foi a raíz desse trabalho, dessa ideia", contou Ge ao jornal Beijing Youth Daily.

"Quando eu desenhei o projeto, eu simplesmente pensei nisso como uma obra de arte, não que poderia ser visto como o nome da estrada. Mas percebi que isso afetou a aparência da cidade, e que não é exatamente legal", comentou. A polícia disse ao Southern Metropolis Daily que a placa que Ge colocou na rua será removida e ressaltou que "apenas o governo local pode nomear vias".

O AutoNavi admitiu ao Mashable que sua equipe "pode não ter checado corretamente o nome da via", distribuindo dados falsos também aos outros serviços de mapas. Google, Baidu e Apple não quiseram comentar o assunto.