China limita número de cachorros por família

Redação - O Estado de S.Paulo

A regra segue a mesma política de casais poderem ter apenas um filho

Quem tiver mais de um cachorro pode ser multado em quase R$ 960.

Quem tiver mais de um cachorro pode ser multado em quase R$ 960. Foto: Pixabay

Depois da longa política chinesa de famílias terem apenas um filho, as regras chegaram aos animais de estimação. Algumas cidades do país introduziram restrições sobre a posse de cães, permitindo que cada casa tenha apenas um cachorro, conforme informou o site Mashable.

Qingdao, na parte leste da China, lançou as novas regras nesta quinta-feira, 8, e multará em US$ 294 (aproximadamente R$ 960) pessoas que tiverem mais de um cachorro. A cidade também proibiu cães de 40 espécies diferentes, entre elas, raças "ferozes" como pitbulls, doberman pinschers e mastins tibetanos. Quem já tem mais de um bichinho de estimação pode continuar com eles.

Sob a nova lei, os donos têm de registrar seus animais e pagar uma taxa de US$ 60 (quase R$ 200). De acordo com o anúncio oficial de Qingdao, houve um aumento no número de incidentes envolvendo cachorros em que pessoas foram "perturbadas e até machucadas". Mas tem gente contra as novas regras.

"Eu concordo com a regulação de cachorros, mas por que pagar pelo registro? Se você quer uma fortuna, apenas diga", disse um internauta em uma rede social chinesa. Outros alegam que algumas raças que constam na lista de proibição são, na verdade, muito dóceis.

Os cães não eram tradicionalmente vistos como animais de estimação na cultura chinesa, sendo usados ​​para ajudar na caça ou como alimento em algumas partes da China.