Banhistas fazem corrente humana para salvar família de afogamento

Redação - O Estado de S.Paulo

Família inteira ficou presa em uma correnteza e corria risco de morte

Família ficou presa em correnteza

Família ficou presa em correnteza Foto: JF Diorio/ Estadão

O gesto altruísta de aproximadamente 80 pessoas em uma praia dos Estados Unidos evitou uma tragédia. Banhistas que estavam na areia formaram uma corrente humana para salvar uma família inteira que ficou presa em correnteza marítima e corria risco de se afogar.

O acidente ocorreu na praia de Panama City, na Flórida. Roberta Usrey contou ao jornal televisivo local que sua família entrou na água para um mergulho, mas, quando voltaram, se deu conta que seus dois filhos, um menino de oito anos e outro de onze, estavam distantes da areia.

“Eles choravam e gritavam que estavam presos”, disse Roberta ao Panama City News Herald. Ela e sua família, que ainda contava com sua mãe, de 67 anos, seu marido, duas filhas e um sobrinho, voltaram para a água para salvar os meninos. A situação se agravou, uma vez que todos ficaram presos na correnteza.

Foi, então, que pessoas na areia se deram as mãos e entraram no mar, formando uma corrente humana que conseguiu alcançar a família e retirá-los da água. Roberta Usrey agradeceu aos estranhos que evitaram a tragédia.

“Eu estou muito grata. Nós devemos nossa vida a essas pessoas. Se não fosse por eles, minha família não estaria aqui”, declarou. Um dos meninos que se afogavam, Stephen mostrou que o gesto marcou sua vida: “Quando eu crescer e alguém estiver se afogando, vou ajudar”.

Confira o vídeo do resgate aqui: