Arqueólogos dizem ter descoberto onde ‘Papai Noel’ foi enterrado

Redação - O Estado de S. Paulo

Pesquisas apontam existência de sepultura subterrânea na igreja de São Nicolau, na Turquia

São Nicolau ficou lembrado por ajudar e presentear pobres

São Nicolau ficou lembrado por ajudar e presentear pobres Foto: Alexas_Fotos / Pixabay

Arqueólogos turcos afirmam ter descoberto o lugar em que São Nicolau, o “Papai Noel”, está enterrado. A suspeita dos pesquisadores é que ele tenha sido sepultado nas camadas subterrâneas da igreja de São Nicolau, na província de Antália, ao sul da Turquia, apontado como local de seu nascimento. As informações são dos jornais The Guardian e The Telegraph.

Estudos arqueológicos indicaram que o subterrâneo da capela contém um templo quase totalmente intacto que abriga as sepulturas. “Obtivemos bons resultados, mas o trabalho real começa agora”, afirmou Cemil Karabayram, chefe da Autoridade de Monumentos da Antália. “Chegaremos ao fundo e quem sabe acharemos o corpo intocado de São Nicolau.”

Acreditava-se que os restos de São Nicolau, bispo celebrado por presentear e fornecer ajuda aos mais pobres, haviam sido levados à cidade de Bari, na Itália, após terem sido roubados do distrito de Demre, local da igreja. Segundo essa versão, as partes teriam sido transferidas a Bari após invasões muçulmanas ao Império Bizantino na Primeira Cruzada, 700 anos após a morte do santo, que teria ocorrido em 343 depois de Cristo. 

Agora, no entanto, baseando-se em documentos oficiais, os arqueólogos sustentam que os restos mortais do santo que foram levados a Bari foram confundidos com os de um sacerdote local e permaneceram na igreja.