Anfitriã do Airbnb é condenada a pagar cinco mil dólares por racismo

Redação - O Estado de S.Paulo

Caso ocorreu na Califórnia com uma hóspede de ascendência asiática

A justiça da Califórnia condenou uma anfitriã do Airbnb por caso de racismo contra uma hóspede.

A justiça da Califórnia condenou uma anfitriã do Airbnb por caso de racismo contra uma hóspede. Foto: Reuters / Yuya Shino

Uma anfitriã do Airbnb foi condenada a pagar cinco mil dólares de indenização e fazer um curso de história dos asiáticos nos Estados Unidos por ter expulsado uma pessoa de ascendência asiática e seus amigos de um chalé que ela já tinha concordado em alugar.

A escrivã Dyne Suh escolheu se hospedar no chalé de Tami Barker, localizado em uma estação de esqui na Califórnia, com o noivo e mais dois amigos. Ao chegar no local, Barker não permitiu a entrada de Suh por ela ser de origem asiática.

Um vídeo mostrando todo o ocorrido foi postado nos dias seguintes e viralizou (você pode vê-lo abaixo, em inglês). O Airbnb desligou Barker do aplicativo e Suh entrou com uma ação na Justiça americana exigindo reparação financeira pelos insultos.

Essa é a primeira condenação envolvendo o Airbnb na Califórnia após uma lei que foi promulgada para proteger hóspedes de casos como esse. Kevin Kish, diretor da agência californiana que fiscaliza imóveis, espera que essa condenação ajude a solucionar futuros casos. “Nós estamos de olho, com essa nova lei temos o dever de garantir prevenção e proteção em casos de discriminação racial”, comentou em comunicado para a imprensa.

Veja também: galeria de casos de racismo contra personalidades.