Aluno do ITA protesta de salto alto e vestido vermelho durante colação de grau

- O Estado de S.Paulo

Objetivo de Talles era se opor a homofobia na instituição

.

. Foto: Reprodução/ Facebook

Durante a formatura do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), o estudante Talles de Oliveira Faria decidiu fazer um protesto contra a homofobia e a violência psicológica que sofre na instituição. O aluno estava com uma capa roxa e, quando foi chamado para receber seu diploma, tirou a peça e ficou de vestido vermelho e salto alto. 

Em entrevista ao site Metrópoles, Talles, militar da Força Aérea Brasilieira (FAB), confirmou que essa foi sua maneira de protestar contra o que ocorre dentro do ITA. Nas palavras dele, o ambiente é terrorista. "Vários alunos querem sair porque não aguentam a pressão psicológica", disse. 

.

. Foto: Reprodução/ Facebook

Talles também disse que foi obrigado a se desligar da FAB porque era perseguido dentro da instituição. Ele relembra que usaram posts de seu Facebook para alegar transgressão militar da parte dele. "No ano passado, fui recebendo pequenas punições, como pelo fato de usar maquiagem", exemplificou ao Metrópole. 

Uma página de extrema direita do Facebook compartilhou o vídeo da formatura de Talles e criticou a atitude do estudante. No entanto, nos comentários, as opiniões quanto ao protesto são divergentes. Assista ao vídeo: 

Depois da repercussão, Talles usou sua conta no Facebook para comentar o caso. "Aceitem-me como sou ou sejam expostos pelo que vocês são. Não me aceitaram, violentaram-me, riram de mim, tentaram me tornar invisível. Que a exposição os mudem porque eu vou continuar me amando e me fazendo muito presente mundo afora", escreveu. 

O estudante do ITA também citou alguns exemplos de opressões que sofreu dentro do instituto. "A Aeronáutica não é homofóbica mas quando descobriram que dois amigos meus estavam namorando na EPCAR tiraram um deles do Código de Honra e começaram a perseguir o outro com punições", declarou. 

Leia o post de Talles na íntegra: