Airbnb faz ação social para abrigar 100 mil refugiados em todo o mundo

Redação - O Estado de S. Paulo

Empresa de compartilhamento de moradia lançou sua nova plataforma Open Homes

Plataforma do Airbnb vai auxiliar pessoas que querem abrigar refugiados

Plataforma do Airbnb vai auxiliar pessoas que querem abrigar refugiados Foto: Dado Ruvic/REUTERS

Para ajudar na crise de refugiados que afeta o mundo, o Airbnb lançou uma nova plataforma: a Airbnb Open Homes. O plano inicial da empresa é compartilhar moradias temporárias para pelo menos 100 mil pessoas em refúgio nos próximos 5 anos.

Por meio do aplicativo ou do site, as pessoas disponibilizam gratuitamente suas casas exclusivamente para refugiados. Além disso, os anfitriões podem indicar quantas pessoas o local suporta e para quem a acomodação é mais indicada.

O Airbnb recebeu o apoio de diversas agências como o Comitê Internacional de Resgate (IRC), especializado em encontrar abrigos para pessoas em situação de risco.

“Estamos encantados que essa oportunidade esteja disponível, porque há um alto número de pessoas precisando de moradias de curta estadia. Esperamos que mais pessoas ofereçam suas residências”, disse David Miliband, CEO da IRC, ao site da Airbnb.

Atualmente, 6 mil pessoas já disponibilizam suas casas no Open Homes.