'A forma como eu me tornei mãe foi muito mágica', diz Leandra Leal

Redação - O Estado de S.Paulo

Reservada sobre a filha, Julia, atriz falou sobre maternidade em entrevista a Lázaro Ramos

Leandra Leal e seu marido, Alê Youssef, adotaram Julia em 2016

Leandra Leal e seu marido, Alê Youssef, adotaram Julia em 2016 Foto: Globo/João Miguel Júnior

Leandra Leal sempre foi muito discreta em relação à sua filha Julia, de dois anos, adotada pela atriz e pelo marido, Alê Yousseff, em 2016. No entanto, ela se sentiu a vontade para falar da menina em entrevista a Lázaro Ramos, no programa Espelhos, veiculado no Canal Brasil na última segunda-feira, 10. 

O apresentador perguntou a Leandra como foi se tornar mãe, e Leandra respondeu que "foi muito louco". Ela disse que só estava falando sobre o assunto porque a entrevista era com Lázaro. "Eu nunca engravidei, [nunca] tive um filho, mas eu tive minha filha da maneira mais linda do mundo. Ela me adotou como mãe e isso é muito transformador, é muito puro", opinou. 

"A forma como eu me tornei mãe foi muito mágica, foi um encontro de alma, um amor incondicional construído. Sentir esse amor dá muita força", disse a atriz. 

Lázaro a questionou sobre a preocupação de criar uma mulher negra no Brasil e Leandra disse que, apesar de sempre ter sido muito consciente em relação ao racismo, Julia mudou muito sua visão sobre o assunto. "Eu tenho muita preocupação com o lugar que ela vai ser criada, com o país que ela vai enfrentar, mas eu também comecei a me questionar muito."

Na opinião da atriz, a zona sul do Rio de Janeiro, onde vive, é predominantemente branca, o que a faz questionar sobre a representatividade que sua filha terá. "O que eu me preocupo muito em passar para ela desde pequena é o valor dela, o quanto ela é incrível."

Leandra ainda afirmou que seu desejo é que a filha seja uma mulher forte e guerreira, "como toda mulher Leal".