Vitoriana em forma

Peter Sigal - O Estado de S.Paulo

Construída em 1840, casa mantém detalhes originais do século 19

Fachada da casa, reconstruída após incêndio

Fachada da casa, reconstruída após incêndio Foto: Joathan Player/NYT

Localizada em uma região valorizada no condado de Hertfordshire, localizado ao norte de Londres, esta propriedade, chamada Bendish House,foi construída por volta de 1840 e reconstruída em fins do século 19 após um incêndio. Muitos traços de período, incluindo rodapés de pinho e frisos de molduras de quadro, assoalhos de pinho e muitas lareiras, foram conservados quando a casa, de 514 m², foi modernizada – mas não restaurada – ao longo dos anos.

Um caminho longo margeado de árvores leva a um pátio de cascalho na frente da casa, com entrada por uma imponente porta de madeira enquadrada por um portal de pedra. Uma biblioteca fica à esquerda do hall e uma sala de jantar formal com lareira, à direita. Uma feição incomum da casa são os painéis de vidro pintado e vitrais nas janelas do térreo, com temas que incluem frutas e natureza, disse Linda Anderson, uma das proprietárias da casa. 

Nos fundos do térreo, com vista para o jardim, estão a sala de visitas e uma área de desjejum adjacente à cozinha original, cuja peça central é um fogão a óleo da marca Aga dos anos 1930, disse Anderson. “Acreditamos que é um dos primeiros Agas que foi trazido para o país.” A cozinha, em “estilo casa de fazenda”, não foi modernizada. 

Os oito dormitórios, um deles uma suíte master com banheiro, ficam no primeiro andar. Para manter o caráter original da casa, cinco dos dormitórios têm lareiras, disse Anderson, uma das marcas do imóvel.

A propriedade de quase 10 mil m² é inteiramente ajardinada, com muitas árvores maduras, plantas e sebes, que podem ser apreciadas de uma área de refeições e churrasco coberta ao ar livre na frente da casa. Os campos na parte dos fundos se estendem até o pequeno vale do Rio Mimram. 

Propriedades com o perfil da Bendish House têm sido disputadas no aquecido mercado imobiliário de Londres e região, com preços de venda que ultrapassam os US$ 2 milhões (cerca de R$ 6 milhões). A demanda é formada predominantemente, dizem agentes imobiliários da área, por pessoas que estão saindo de Londres e buscam uma vizinhança mais tranquila.“Presenciamos uma queda da ordem de 10% a 15% após 2008”, disse Nick Ingle, que está negociando a casa.“Na verdade, não tivemos algum crescimento significativo até 2001, aproximadamente.” Mas de lá para cá os preços “voltaram às alturas estonteantes de 2006 e 2007”. 

TRADUÇÃO DE CELSO PACIORNIK