Verão eterno de Slama

- O Estado de S.Paulo

.

 

Depois de 16 anos à frente da Rosa Chá, Amir Slama virou uma espécie de rei do beach wear brasileiro. Em maio, o estilista desligou-se da marca, que foi vendida para o grupo Marisol. Está livre para outras investidas. Isso quer dizer abrir novas lojas com seu nome, mas também desenvolver produtos para casa. Amir já tinha criado móveis para a Montenapoleone, por exemplo. Agora, uma série de itens com sua assinatura – para serem usados no jardim ou na piscina – acaba de chegar à Tok & Stok. Tudo a ver com o verão.

 

Veja também:

mais imagens Galeria de fotos com o trabalho de Amir Slama

 

especial Estética do estilo

link'Casa é pele', diz Nakao

linkRua e retrô inspiram Sommer

linkAndré testa a geometria

linkAdriana: escola de estampas

linkAntenadíssimo Herchcovitch

 

De chaises a garrafas de plástico, a série explora estampas criadas pelo paulistano de 42 anos, ao longo da carreira, com atmosfera bem tropical. "Foi quase um licenciamento", explica ele, que entrou com os grafismos, enquanto a rede de lojas desenvolveu a coleção. Até hoje, o autor registra cerca de 500 desenhos, que exploram diferentes temáticas e texturas, muito embora admita ser o Brasil uma de suas maiores fontes de inspiração. "Carmen Miranda é um ícone para mim", afirma o profissional, que diz não haver regra na hora de criar, seja na moda, seja em outro segmento. "Me libero para sentir um pouco de tudo."