Personal organizer dá dicas para manter o quarto de bebê em ordem

Marcelo Lima - O Estado de S. Paulo

Segundo Caroline Martini, é importante que a organização do quarto facilite a rotina da mamãe

Gaveteiro com diferentes peças organizadas pela personal organizer Caroline Martini

Gaveteiro com diferentes peças organizadas pela personal organizer Caroline Martini Foto: Caroline Martini

 

A personal organizer Caroline Martini sempre primou pela organização de sua casa. Mas foi somente há pouco mais de um ano que ela resolveu fazer de seu talento natural, uma profissão. “Adoro pegar projetos complicados, daqueles que o cliente não sabe o que fazer com todos seus pertences”, afirma ela, que disponibiliza seus serviços para qualquer ambiente da casa, incluindo quartos de bebês. “As pessoas se dedicam muito à decoração do espaço e se esquecem de pensar também no aspecto funcional, que é tão importante quanto”, afirma a também ‘Baby Organizer’, que apresenta nesta entrevista ao Casa suas dicas infalíveis para manter o ambiente em ordem. 

Quais os móveis essenciais para garantir uma boa organização no quarto de bebê? 

Claro que a escolha dos itens vai depender do espaço disponível e das necessidades de cada mamãe. Mas, além do berço, uma cômoda e um guarda-roupas de boa qualidade são essenciais. Além deles, se ainda houver espaço, outras peças que fazem bastante diferença são: uma cama de babá, que pode ser reaproveitada lá na frente, quando a criança estiver bem maior; uma poltrona com pufe, para dar suporte e conforto para a mãe durante a amamentação, e uma mesa de apoio equipada com abajur. Mas, seja qual for a configuração adotada, nunca se esqueça de encomendar tudo com antecedência, ainda no segundo trimestre da gravidez, já que várias lojas pedem prazos de, no mínimo, um mês para entregar móveis. O mesmo valendo para móveis feitos sob encomenda.

 

Para Caroline, os itens devem ser organizados no armário por prioridade de uso

Para Caroline, os itens devem ser organizados no armário por prioridade de uso Foto: Caroline Martini

O que ajuda e o que deve ser evitado no sentido de manter o ambiente sempre em ordem?

Em relação às roupas, é muito comum a mamãe ganhar roupinhas para diferentes fases de crescimento, ao fazer o chá de bebê ou receber visitas na maternidade. Por isso, é conveniente que elas sejam organizadas no armário por prioridade de uso. Mais ao alcance das mãos devem ficar as peças de uso imediato. As demais podem ser deixadas dobradas nas partes mais altas. Isso não só ajuda a manter tudo arrumado como ainda a se perceber o que será necessário comprar nos próximos meses. Quanto à decoração, aconselho evitar excesso de objetos de qualquer tipo. Principalmente, bichinhos de pelúcia. Além de atulharem o espaço, eles podem acumular poeira.

Como dispor as diferentes peças de vestuário?

A maioria das roupinhas, como macacões, calças e camisetinhas podem ser acomodadas em gavetas dentro do guarda-roupa ou da cômoda, sempre dobradas de maneira que possam ser bem visualizadas. Para fraldas e paninhos, podemos utilizar colmeias organizadoras. Itens gerais de higiene podem ficar no espaço acima das gavetas, organizados em cestinhos ou na gaveta da cômoda. Já os cabides podem acomodar casaquinhos, vestidos e outros itens diferenciados para não sobrecarregar o gaveteiro. É importante lembrar de distribuir as prateleiras conforme necessidade e tipo de uso, o que facilita bastante a rotina. No geral, é aconselhável deixar mantas e roupas de cama nos níveis mais altos ou intermediários, seguidas por toalhas e babadores e, por último, os sapatinhos.

A personal organizer Caroline Martini em ação

A personal organizer Caroline Martini em ação Foto: Caroline Martini