Moderno, confortável e sob medida para morar só

Thaís Ferraz - O Estado de S.Paulo

Planta de 33m² foi ajustada para jovem que fica pouco tempo em casa

Estante ganhou bancada que serve como área de trabalho.

Estante ganhou bancada que serve como área de trabalho. Foto: Gui Morelli

Morar em imóveis pequenos é uma realidade comum, principalmente em grandes capitais. É o caso do morador desse apartamento em Santo Amaro, um jovem de 26 anos que veio trabalhar em São Paulo.

MORAR COMPACTO: VEJA PROJETOS QUE OTIMIZAM O ESPAÇO

Mínimo no máximo

Visão Panorâmica

“Quando começamos o projeto, o apartamento estava cru”, conta Juliana Matalon, arquiteta responsável pela reforma. “O imóvel havia acabado de ser entregue pela construtora, tinha apenas algumas bancadas. Nós tivemos que providenciar piso e marcenaria”, relata.

O primeiro passo foi conhecer as necessidades do morador. “Como seu principal objetivo era trabalhar, ele não ficava tanto no apartamento, não recebia muita gente e não precisava de muito espaço”, conta. O foco do projeto passou a ser transformar o apartamento de 33 metros quadrados em um ambiente moderno e confortável. 

Para aproveitar o espaço, a arquiteta trabalhou com a ideia de cômodos integrados, paredes claras e espelhos, que imprimem uma sensação de maior amplitude. À pedido do morador, cinza, azul e madeira dão o tom do ambiente. “A marcenaria foi um ponto forte do projeto”, explica Juliana. Funcional e esteticamente agradável, ela traz um quê de sofisticação, além de otimizar o aproveitamento do espaço. 

No quarto, único espaço íntimo da casa, a madeira é aproveitada na forma de um painel de ripas, que garante mais privacidade. O espaço para visitas fica do lado de fora, em um futon na varanda. Aliás, ela é um atrativo.

“A sacada integrada fez com que o apartamento parecesse maior, e ainda ofereceu um espaço agradável e descontraído”, conta Juliana. Assim, o morador ganha espaço para relaxar e receber amigos e familiares. 

Um dos desafios da arquiteta foi integrar harmonicamente as áreas de serviço -- cozinha e lavanderia -- e os outros ambientes do apartamento. Para que elas não se tornassem “agressivas”, alguns cuidados foram tomados. “Utilizamos armários suspensos lineares que se estendem pela cozinha e pela sala, para que eles não chamem tanta atenção”, explica Juliana. "E fizemos questão de trabalhar com madeira também nesses ambientes, para que eles conversassem com o restante do apartamento".

VEJA FOTOS DO APARTAMENTO