Japan House: um pedaço do Japão em São Paulo

João Castro* - O Estado de S. Paulo

Com arquitetura assinada por Kengo Kuma, centro de cultura nipônica será inaugurado nesta semana

Fachada do centro cultural japonês impressiona quem passa pela Avenida Paulista

Fachada do centro cultural japonês impressiona quem passa pela Avenida Paulista Foto: Rogério Cassimiro

Um pedaço do Japão no meio da Avenida Paulista. Assim pretende ser aos olhos dos brasileiros a Japan House, casa de cultura nipônica que será inaugurada no próximo sábado (06), ao lado da praça Oswaldo Cruz, no Paraíso.

Impactante por sua originalidade, a obra idealizada pelo arquiteto Kengo Kuma, conta com áreas externas a cargo do paisagista brasileiro Alex Hanazaki, e foi erguida em parceria com o escritório paulistano FGMF Arquitetos e a construtora Toda. Ao todo, terá mais de 2.500 m² de área útil distribuídos em um térreo e dois andares. Convertido a partir da construção já existente no endereço, o edifício mescla traços orientais e brasileiros. 

A fachada, de 36m x 11m, é composta por uma cortina de réguas de madeira da espécie Hinaki, trabalhadas por artesãos japoneses. A estrutura, tipicamente nipônica, dialoga, por sua vez, com uma parede de cobogós, pequenos blocos vazados de cimento, herança do modernismo brasileiro.

Grandes portais de correr, chamados de ‘fusuma’ no Japão, poderão delimitar ambientes quando fechadas, ou dar origem a espaços mais amplos, se mantidas abertas. A presença da madeira em todos os cenários do local e o jogo cambiante da luz do dia sobre os elementos da fachada se somam para fazer um contraponto de serenidade à agitação urbana. Projetados por Hanazaki, jardins com bambus, no entorno do prédio, pretendem envolver o projeto.

Com curadoria de Marcello Dantas, a mostra ‘Bambu - História de um Japão’, abre a programação do novo complexo cultural da cidade. Apresentando a planta como fio condutor de diversos marcos históricos que assinalaram aspectos essenciais da cultura japonesa, a exposição coloca em destaque o trabalho de artesãos e de artistas de destaque do país do Extremo Oriente.

*Estagiário sob supervisão do editor de suplementos Daniel Fernandes