Fechar a varanda pode revitalizar o ambiente por completo

Marcelo Hermsdorf - ESPECIAL PARA O ESTADO

Envidraçamento pode dar nova vida ao ambiente, que ganha várias utilidades

Com o fechamento, a varanda se torna muito mais íntimas e prontas para receber os amigos para uma confratenização

Com o fechamento, a varanda se torna muito mais íntimas e prontas para receber os amigos para uma confratenização Foto: Rodrigo Belarmino

Sacadas e varandas há muito deixaram de ser cantos esquecidos de quem mora em apartamentos. Cada vez mais em evidência, fechar totalmente o ambiente utilizando a técnica do envidraçamento pode ser a solução ideal para eliminar diversos problemas do dia a dia, tais como ruídos externos, luminosidade excessiva, poluição e chuva. Além, é claro, de incorporar precisos metros quadrados ao projeto de interiores.

“Quando a pessoa opta por fechar a varanda, na maioria das vezes quer aumentar a área útil. Em vez de uma varanda pequena isolada, acaba tendo uma sala maior e interligada”, afirma a arquiteta Isabella Marques. “Além de ampliar a sala, a varanda pode muito bem se converter em cozinha gourmet ou espaço para a jardinagem”, diz.

Antigamente, quando os prédios eram construídos, a varanda não era considerada área útil. “Agora, ela é vista como um trunfo. Tanto para criar um novo ou aumentar um ambiente existente no seu apartamento”, acrescenta o arquiteto Marcelo Rosset.

Em geral, existem dois tipos de procedimentos para o fechamento. Caso a área externa seja regular, basta tirar medidas precisas e equipar os vãos com modelos prontos. Já se for uma varanda curva, é preciso fabricar os moldes. Na maioria das vezes não é necessário quebrar o local, o equipamento é instalado sobre o guarda-corpo e as peças encaixadas nas vigas superior e inferior.

Dependendo do tipo de material utilizado e da tecnologia empregada, o serviço pode custar de R$ 400 a R$ 1.200 por m² e o tempo médio para entrega é de 25 dias úteis.

Segundo Daniele Pulcelli, sócia da ConstruGlass, hoje, quase todos os condomínios trabalham com modelos 100% retráteis. Além de mais práticos, eles permitem o fechamento ou a abertura por completo.

“Ao contrário do ambiente aberto, mesmo em dias chuvosos, ou de frio, é possível aproveitar a varanda fechada”, comenta ela. Porém, é preciso estar atento às regras existentes. “O primeiro passo é verificar junto ao condomínio qual foi o modelo aprovado”, alerta Daniele. 

A segurança deve ser a principal preocupação de quem procura este tipo de serviço. A norma NBR 16.259 dá diretrizes dos requisitos de segurança necessários para um bom projeto e instalação do envidraçamento de varandas

A segurança deve ser a principal preocupação de quem procura este tipo de serviço. A norma NBR 16.259 dá diretrizes dos requisitos de segurança necessários para um bom projeto e instalação do envidraçamento de varandas Foto: Renato Alves

Além disso, a segurança deve ser a principal preocupação de quem procura este tipo de serviço. Gustavo Sandron, engenheiro e diretor da Sanglass, alerta que é preciso seguir a normatização técnica existente. “A NBR 16.259 é a norma que dá a diretriz dos requisitos de segurança necessários para um bom projeto e instalação do envidraçamento de varandas.”

Para Rodrigo Belarmino, arquiteto e diretor da Solid, que atuou na elaboração da norma, é fundamental que o consumidor pesquise e se informe sobre a empresa que pretende contratar. Conferindo outros serviços executados e visitando sua sede. “Com isso em mente, é possível realizar um filtro adequado e não ‘entrar pelo cano’”, conclui.