Faça você mesmo: Confira seis modelos exclusivos de guirlandas

João Abel* - O Estado de S. Paulo

A pedido do 'Casa', especialistas em decoração criaram versões inéditas do símbolo natalino

Com materiais tradicionais ou mais alternativos, é possível criar diversos tipos de guirlandas

Com materiais tradicionais ou mais alternativos, é possível criar diversos tipos de guirlandas Foto: Zeca Wittner/Estadão

Já virou tradição. Quem chega para a ceia de Natal, logo espera dar de cara com uma bela guirlanda na porta da casa do anfitrião. Tão indispensável quanto a árvore, ao longo dos séculos o enfeite se tornou um dos símbolos mais tradicionais da festa.

Mas, apesar do caráter cristão da data, sua origem antecede, e muito, o aspecto religioso. Já na Grécia e Roma Antigas, coroas de folhas eram colocadas nas portas para ‘chamar’ os deuses e invocar saúde para toda a família.

Assim, a poucas semanas do Natal, o Casa propôs um desafio a seis especialistas no assunto: criar uma guirlanda que pudesse ser reproduzida por nossos leitores a partir de dois tipos de aros: um de cipó, o outro de palha, facilmente encontrados no mercado. O resultado, que vai do tradicional ao alternativo, você confere nas próximas páginas. Agora é só escolher a sua e mãos à obra. Convidado nenhum vai ficar indiferente.

Confira:

Cláudia Pixu, consultora de lifestyle

 

Samir Zavitoski, artista plástico e produtor

 

Aldi Flosi, consultor de estilo

 

Amelinha Amaro, decoradora e proprietária da loja Divino Espaço

 

Cecilia Dale, empresária

 

Virginia Lamarco, consultora de estilo

 

*Estagiário sob supervisão do editor de suplementos Daniel Fernandes