Direto da passarela

Natália Mazzoni - O Estado de S.Paulo

Cenário de um de seus desfiles, banco de Fernanda Yamamoto ganha versão comercial

A estilista Fernanda Yamamoto em seu banco Pedra com Victor Paixão e Paula Sertório

A estilista Fernanda Yamamoto em seu banco Pedra com Victor Paixão e Paula Sertório Foto: Divulgação

Famosa por seu estilo conceitual e minimalista, em roupas de cortes impecáveis, Fernanda Yamamoto abriu seu horizonte do mundo da moda para se aventurar em sua primeira peça de mobiliário, feita em conjunto com os arquitetos do escritório PAX.ARQ. 

À princípio, os bancos de formas robustas que lembram pedras foram desenhados para compor o cenário do desfile que apresentou sua coleção de inverno 2015, na São Paulo Fashion Week, em novembro do ano passado. “Já tinha pensado em fazer algo relacionado a decoração, mas sempre achei que faria primeiro alguns tecidos”, conta Fernanda. A ideia de transformar parte do cenário em peças feitas para serem usadas dentro de uma casa veio do interesse do público que assistiu ao desfile. “As pessoas sentiram vontade de interagir com os objetos, e isso despertou a ideia de criar uma linha de mobiliário”, conta.

O banco tem estrutura de placas de madeira e tecido de algodão 

O banco tem estrutura de placas de madeira e tecido de algodão  Foto: Divulgação

Feito com inspiração no caminho em direção ao autoconhecimento, introspecção e transformação de uma mulher, o banco foi lançado na Paralela Gift, em fevereiro, com estrutura de placas de madeira revestida com sobras de tecido de algodão. E essa deve ser a primeira de uma série de peças com a mesma linguagem que deve ser lançadas em breve. “O intuito é criar alguns módulos que se complementem, e assim proporcionar espaços de convívio com diferentes formas de utilização e interação”, conta Paula Sertório, arquiteta do PAX.ARQ.