Cores alegres imprimem atmosfera cativante em apartamento no Rio de Janeiro

Ananda Portela* - O Estado de S.Paulo

Neste projeto da arquiteta Carolina Escada, os tons mais vibrantes foram a principal característica do projeto

O janelão da sala foi pensado para aproveitar a vista da região da Lagoa Rodrigo de Freitas, bairro em que o apartamento está localizado

O janelão da sala foi pensado para aproveitar a vista da região da Lagoa Rodrigo de Freitas, bairro em que o apartamento está localizado Foto: MCA Estúdio

O uso das cores sempre surge como grande destaque dos projetos executados pela arquiteta carioca Carolina Escada. Neste apartamento de 180 m², localizado na região da Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, não foi diferente. Cores alegres e intensas imprimiram uma atmosfera quente e cativante a todos os ambientes do imóvel, para alegria de seus moradores: um casal e seus filhos trigêmeos, todos fascinados por cor.

"Eles gostam muito de cor, não oferecem resistência a seu uso. E não se trata apenas de uma opção restrita aos quartos das crianças. Tonalidades em contraste intenso ocorrem em todos os cantos da casa. É realmente uma preferência familiar", explica Carolina.

Segundo ela, além de proporcionarem um ambiente mais divertido, as cores aqueceram os espaços do apartamento. "Um lugar que é todo monocromático sempre vai ficar mais frio do que aquele que tem cor", comenta a arquiteta. Um cômodo colorido torna-se mais interessante e, consequentemente, acolhe mais quem faz uso dele. "Além disso, é uma forma de criar uma relação mais afetiva com o espaços", diz.

A madeira também contribuiu decisivamente para a configuração de ambientes mais quentes. Ela foi muito utilizada, por exemplo, na sala de jantar, onde imprimiu uma atmosfera mais acolhedora. No entanto, em outros ambientes, como a sala de estar, a arquiteta optou por cores mais neutras, como o branco no sofá, e o cinza na poltrona. O mesmo aconteceu na cozinha, onde predominam os tons claros.

A arquiteta optou pelo uso da madeira para aquecer a sala de jantar do apartamento

A arquiteta optou pelo uso da madeira para aquecer a sala de jantar do apartamento Foto: MCA Estúdio

A especialista, no entanto, não economizou nas cores ao projetar o quarto de brinquedos dos trigêmeos. O tapete laranja combinado com o móvel multicolorido criou uma atmosfera lúdica e divertida, bem ao gosto das crianças. Cadeiras amarelas e vermelhas, além de um pequeno sofá com estofado listrado, também entraram na composição do espaço.

O casal é fascinado por cores. Por isso, a arquiteta não economizou no uso de tons vibrantes ao decorar o quarto de brinquedos dos trigêmeos

O casal é fascinado por cores. Por isso, a arquiteta não economizou no uso de tons vibrantes ao decorar o quarto de brinquedos dos trigêmeos Foto: MCA Estúdio

Até mesmo um sofá bege acabou sendo absorvido pela oferta de cores e passa quase desapercebido. Grande estrela da decoração, a casinha de tecido listrado, guarnecida de almofadas coloridas e decorada com quadros em tonalidades vibrantes, conferiram ao espaço um visual pouco convencional e divertido. E ainda se transformou em um ótimo espaço para os pais contarem histórias para os pequenos.

Além da definitiva opção pela cor, a arquiteta comentou que a localização do apartamento foi igualmente importante no desenvolvimento do projeto. “Ele tem uma vista legal. Por isso montei toda a sala em função de seu grande janelão.”

*Estagiária sob supervisão do editor de suplementos Daniel Fernandes