Com a brisa do mar presente, apê no Rio mantém a sensação de frescor

Marcelo Hermsdorf - Especial para o Estado

Cores, revestimentos e objetos: tudo foi considerado tendo em vista este objetivo

As salas de estar e de jantar, agora incorporadas à varanda

As salas de estar e de jantar, agora incorporadas à varanda Foto: Juliano Colodeti/MCA Estúdio

Estar próximo ao mar já ajuda bastante. Contar com generosos 350 m², também. Ainda assim, com pouco mais de 15 anos, este apartamento, onde hoje vive um casal de executivos na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, era escuro, repleto de divisórias e cheio de corredores. Até que a designer de interiores Roberta Devisate aceitou o desafio de imprimir a seus interiores uma atmosfera de permanente luminosidade e frescor.

“Eles queriam morar em um local mais arejado, descontraído, que tivesse a cara deles”, conta a designer que, partindo de uma distribuição interna melhor planejada, conseguiu transportar toda a personalidade de seus moradores para dentro de casa. “Eles recebem visitas todos os fins de semana, ainda que sejam apenas as filhas que moram em outro Estado”, diz.

“Até por isso, eles faziam questão que a casa tivesse uma atmosfera mais familiar, acolhedora”, explica Roberta que, atendendo ao desejo dos proprietários, optou por uma decoração de caráter atemporal, com predomínio do branco e de tons neutros, além de texturas agradáveis ao toque. “Eu prezo pelo projeto que possibilite a troca a qualquer tempo. Por isso prefiro trabalhar com cores como o cinza e o bege, além do cimento queimado”, afirma.

Na sala, móveis dos moradores foram reaproveitados e incorporados à decoração

Na sala, móveis dos moradores foram reaproveitados e incorporados à decoração Foto: Juliano Colodeti/MCA Estúdio

Do ponto de vista estrutural, porém, a intervenção da designer foi bem mais radical. No piso inferior, a varanda foi totalmente incorporada à sala para aproveitar melhor o espaço e a ventilação existentes. No pavimento superior, três quartos e dois banheiros se transformaram em uma única suíte que conta com hall íntimo, copa, escritório amplo e ainda um home theater. Sem falar do terraço, que além de uma área social, ganhou sauna e churrasqueira.

Prioridade da designer, imprimir uma sensação de frescor a todo o apartamento foi um objetivo plenamente alcançado. Como estratégia, um piso único, com massa feita à base de limestone, que imita a aparência de cimento, recobre todos os ambientes. Assim como painéis de azulejos em tonalidades claras que, ao menos visualmente, ajudam a amenizar a sensação térmica. “São materiais práticos, zero de manutenção”, diz.

A origem nordestina do casal de moradores se faz presente na decoração do apartamento

A origem nordestina do casal de moradores se faz presente na decoração do apartamento Foto: Juliano Colodeti/MCA Estúdio

Além disso, com a nova distribuição, a brisa que vem do mar alcança todo o apartamento com maior facilidade, o que o tornou muito mais agradável de ficar. O mesmo ocorre com a luz natural, que penetra, generosa, em quase todos os ambientes.

De origem mineira, e descendência nordestina, os moradores trouxeram muitas de suas referências para a decoração dos ambientes. “Existem diversos objetos que contam a história deles. A família tem muito carinho pelo imóvel, onde pretendem ficar por muitos anos”, comenta Roberta.

Apenas onde necessário, uma iluminação de caráter pontual coloca em destaque os revestimentos e peças de arte, como no caso dos pendentes que iluminam a sala de jantar. “Penso que é preciso enxergar a casa como algo vivo, com uma vibração única. E, essas peças de cerâmicas cumprem bem esse papel”, destaca a autora do projeto. “Toda casa precisa ter um ar que convide as pessoas a entrar, precisa despertar a curiosidade, o que a gente consegue por meio dos móveis e acessórios”, completa.

Para ampliar ainda mais a atmosfera fresca, combinar cores claras com a marcenaria de madeira freijó foi um recurso amplamente explorado, inclusive nos quartos, que foram decorados a partir das indicações de cada membro da família. Ou ainda na cozinha, que ganhou um tom mais sóbrio, com pouca informação. “Enfim, tudo foi pensado para criar uma atmosfera de casa, funcional, mas descontraída”, conclui a designer.

Na área social, o terraço foi equipado com churrasqueira para receber os amigos

Na área social, o terraço foi equipado com churrasqueira para receber os amigos Foto: Juliano Colodeti/MCA Estúdio