Casa dos sonhos: cobertura em Tribeca, Nova York, tem 550 m²

Natália Mazzoni - O Estado de S.Paulo

Lar de um casal de brasileiros tem decoração repleta de obras de arte

Em uma das suítes, poltrona suspensa Bubble, de Eero Aarnio e sofá da Vitra. As janelas mostram detalhes da arquitetura dos prédios de Tribeca

Em uma das suítes, poltrona suspensa Bubble, de Eero Aarnio e sofá da Vitra. As janelas mostram detalhes da arquitetura dos prédios de Tribeca Foto: Fran Parente

No bairro de Tribeca, na parte sul da ilha de Manhattan, uma cobertura ocupa os dois últimos pavimentos de um prédio de seis andares. Como os edifícios da região são baixos e as ruas são largas, a luz do sol não encontra muitos obstáculos antes de entrar pelas enormes janelas e se espalhar por todos os cantos. 

Quando um casal de brasileiros adquiriu o imóvel de 550 m², seu estado de conservação já era bom, mas fazer alguns ajustes pareceu irresistível para deixar o lugar do jeito que os proprietários sonhavam. Quem tocou o projeto de obra e decoração foi a arquiteta, também brasileira, Vanessa Lessa, que há alguns anos trabalha na cidade. “Em se tratando de um apartamento especial como esse, não é preciso lançar mão de grandes alterações, mas sim, fazer escolhas que valorizem ainda mais o imóvel”, diz Vanessa.

Uma das principais mudanças veio na troca de todos os revestimentos antigos. Para deixar os ambientes mais acolhedores, a arquiteta optou por instalar piso de carvalho – madeira bastante usada nos Estados Unidos – em todos os ambientes, inclusive na cozinha. Grandes painéis de madeira de tom caramelo também foram colocados em algumas das paredes do living. Nos dois pátios externos do imóvel, o uso do revestimento natural foi contido, já que em Nova York é preciso moderar a instalação de madeira em ambientes externos a fim de evitar incêndios. “Usamos madeira e pedras no pátio onde tem a piscina. No outro, onde existe uma churrasqueira, usamos um revestimento vinílico”, conta a arquiteta.

Com os novos revestimentos instalados, o grande living estava pronto para receber a coleção de arte dos moradores, que investiram, principalmente, em peças assinadas por artistas e designers brasileiros. Na área do jantar, por exemplo, um grande painel assinado por Os Gêmeos ganha ainda mais destaque com a luz natural que entra por uma claraboia. Na sala de estar, dois exemplares da poltrona Mole, de Sergio Rodrigues, abraçam quem senta ali. “A decoração é feita com peças realmente especiais. Na sala de TV, por exemplo, tem um sofá Cangaço, dos Irmãos Campana, feito em série numerada”, comenta Vanessa.

A coleção continua também na área íntima da cobertura. Em uma das quatro suítes, a poltrona suspensa Bubble, assinada pelo designer Eero Aarnio, faz par com um pequeno sofá para ver TV da italiana Vitra. Mesmo com tanto para se ver em cada cômodo do imóvel, a arquitetura antiga de Tribeca com seus edifícios industriais transformados em lofts dá as caras em cada canto das enormes janelas da cobertura. Uma vista, de fato, irresistível.