Tomar três xícaras de café por dia reduz risco de demência, diz estudo

- O Estado de S.Paulo

Estudo foi realizado com mulheres de 65 a 80 anos

Café pode prevenir demência, diz estudo.

Café pode prevenir demência, diz estudo. Foto: Pixabay

Beber café todo dia reduz o risco de demência, diz um estudo publicado no The Journals of Gerontology. O consumo indicado é de 261 miligramas de café por dia, o que equivale a três xícaras de café ou seis de chá preto.

De acordo com o estudo, liderado por Ira Driscoll, professora de psiquiatria na Universidade de Winsconsin Milwaukee, mulheres entre os 65 e 80 anos que consomem essa quantidade de cafeína têm 36% menos chance de ter demência.

"Essa evidência do consumo de cafeína como uma potencial protetora contra problemas cognitivos é emocionante porque a cafeína é um elemento que pode ser adaptado para diversas dietas e que não têm muitas contra-indicações", disse a cientista.

A pesquisa foi realizada durante dez anos, e concluiu que 388 mulheres que consumiram menos cafeína que o indicado receberam um diagnóstico de demência mais provável ou tiveram algum quadro de prejuízo cognitivo. Já as que consumiram a quantidade indicada não tiveram problemas psicológicos.

Mas vale destacar que, no estudo, os pesquisadores chegaram a esses resultados levando em conta a etnia, educação, índice de massa corporal, qualidade do sono, depressão, hipertensão, doença cardiovascular prévia, diabetes, consumo de álcool e fumo.

“Embora não possamos fazer uma ligação direta entre o maior consumo de cafeína e a menor incidência do comprometimento cognitivo e demência, com um estudo mais aprofundado, podemos quantificar melhor a sua relação com o estado da saúde cognitiva”, concluiu Driscoll.