Secadores de cabelo de hotéis podem ser tão sujos quanto vasos sanitários

Redação - O Estado de S.Paulo

Microbiologista norte-americano alega que os hotéis não dão atenção à higiene do item

Levantamento feito nos Estados Unidos mostrou que secadores de cabelo de hotéis podem ser tão sujos quanto os vasos sanitários.

Levantamento feito nos Estados Unidos mostrou que secadores de cabelo de hotéis podem ser tão sujos quanto os vasos sanitários. Foto: Pixabay / RyanMcGuire

Você toma banho de chinelos quando está em um hotel? Confere a limpeza das fronhas e do lençol rapidamente antes de deitar? Pois é, muita gente já sabe que o padrão de limpeza dos quartos muitas vezes não é muito rigoroso. Mas um levantamento feito nos Estados Unidos mostrou que a situação é pior do que se imaginava, mesmo em hospedarias consideradas de luxo.

A emissora de televisão ABC produziu um estudo junto com o microbiologista Chuck Gerba para analisar nove quartos de hotéis em Los Angeles, e os resultados mostraram que secadores de cabelo, na maioria das vezes, são mais sujos do que vasos sanitários. A investigação concluiu que a higienização do item chega a ser negligenciada por anos pelos hotéis, o que os torna muito sujos em decorrência da umidade presente nos banheiros.

“O grande perigo de um quarto de hotel com problemas de higienização é pegar um vírus da gripe ou que causa diarréia”, disse Gerba. “Não é preciso muita coisa para deixar uma pessoa doente”, completou. O estudo também revelou que, dos nove hotéis analisados (com preços de diária variando entre 98 e 500 dólares), seis tinham níveis excessivos de germes nas pias.

Vale lembrar que as bactérias que ficam no secador não são necessariamente as mesmas que as do vaso sanitário. De qualquer forma, os dois itens ficam no mesmo ambiente, então vale a pena separar um espacinho na mala para o secador na próxima viagem.

VEJA TAMBÉM: Dez coisas que muita gente faz em casa - mas que podem causar acidentes e até morte.