Saiba o que é stévia e quais as vantagens de usá-la

Anita Efraim - Especial para o Estado de S. Paulo

Por não ter calorias, adoçante é aconselhado para pessoas com diabete mellitus ou que querem perder peso

O adoçante virou moda por causa da nova Coca-Cola com stévia

O adoçante virou moda por causa da nova Coca-Cola com stévia Foto: Pixabay

Para quem tenta evitar o uso de açúcar, há várias alternativas, como sucralose e aspartame. Outra opção, que está se popularizando, é a stévia, originária de uma planta sul americana, conhecida como "folha do mel". 

A nutricionista Patrícia Cruz diz que o produto é um adoçante não calórico, bom para quem não pode ingerir açúcar, como portadores da diabete mellitus e para quem quer perder peso. "É um adoçante natural, pouco metabolizado pelo organismo", e essa é a principal diferença da stévia para outros adoçantes, explica Patrícia, além do sabor. 

Por ser um edulcorante não calórico que substitui o açúcar, a stévia é um aliado de quem quer emagrecer. Patrícia afirma que qualquer um pode fazer uso deste adoçante, "a não ser que tenha intolerância ou alergia aos componentes esteviosídeo e o rebaudiosídeo", afirma. 

Também se pode usar a stévia em todos os tipos de alimentos e bebidas, independente da temperatura, mas há um limite do quanto é saudável ingerir por dia. "A Ingestão Diária Recomendável é de 4 mg/kg de peso corporal por dia", alerta. 

Um dos motivos para este adoçante ser mais conhecido foi o lançamento da Coca-Cola com stévia, a de embalagem verde. O produto tem 50% a menos de açúcares e é adoçado com stévia e açúcar de cana. No entanto, não é aconselhado pela nutricionista. "Para diabéticos é contraindicada e também para quem está em uma dieta de redução de peso", diz Patrícia. 

Para pessoas viciadas na versão normal do refrigerante, vale a pena substitui-la pela com stévia. "Por outro lado, para portadores de diabetes mellitus ou pessoas que necessitem reduzir peso, e mesmo assim não 'abrem mão' do refrigerante, o mais indicado ainda é a versão light ou zero", afirma. 

"Mas minha recomendação inicial é reduzir o consumo de refrigerante, seja light, zero ou tradicional", aconselha Patrícia. 

Veja o que o youtuber Diego Ortiz, do canal Testando Tudo, achou da nova Coca-Cola verde: