Pontada abaixo das costelas pode incapacitar a prática de exercícios

- O Estado de S.Paulo

Preparador físico explica que a maior parte de incidências da dor está diretamente relacionada à respiração, mas também pode ter origem na digestão

A pontada incomoda o atleta e, muitas vezes, chega ao ponto de incapacitar a continuidade da prática

A pontada incomoda o atleta e, muitas vezes, chega ao ponto de incapacitar a continuidade da prática Foto: Matter/ Creative Commons

Entre praticantes de atividades físicas, é comum ouvir sobre as dores na barriga durante os exercícios. A pontada incomoda o atleta e, muitas vezes, chega ao ponto de incapacitar a continuidade da prática. A dor, localizada abaixo das costelas, possui duas possíveis causas diferentes, e pequenos cuidados por parte do indivíduo podem evitar o incômodo.

Para o preparador físico e colunista do programa Rota Saudável, da Rádio Estadão, Aulus Sellmer, a maior parte de incidências da dor está diretamente relacionada à respiração. “É causada por uma forte contração no diafragma, resultante de um repentino aumento no ritmo respiratório. Normalmente é precedida por uma alteração na velocidade ou no esforço do organismo”, explica.

Outra possível causa que pode gerar o incômodo é digestiva. “Isso depende de quando, como e quanto você comeu antes de realizar a atividade física. Em alguns casos, ocorre uma interrupção dos processos de digestão, o que gera contrações nos músculos do sistema”, afirma o preparador.

Na ocasião da dor, é possível manter a atividade sem necessidade de interrupção, porém, isso dependerá das condições do organismo. “A primeira orientação é para diminuir a intensidade. Em muitos casos, o incômodo desaparecerá”, diz Sellmer. Entretanto, “quando a causa for digestiva, beba um copo d’água juntamente com a queda no ritmo”, sugere.

De acordo com o especialista, a incidência das dores abaixo da costela tende a diminuir com o tempo. “Conforme o atleta ganha condicionamento físico, ele prepara os músculos do diafragma para receber aquela quantidade maior de oxigênio. Então, aqueles incômodos irão embora gradativamente”.