Pesquisa revela que emagrecimento pode ser 'contagioso' em uma relação

Redação - O Estado de S.Paulo

Estudo do 'Obesity Journal' indica que a perda de peso de um dos parceiros pode estimular atitude semelhante na outra metade do casal

130 casais foram analisados durante seis meses e resultados mostraram que hábitos alimentares mais saudáveis podem influenciar o parceiro. 

130 casais foram analisados durante seis meses e resultados mostraram que hábitos alimentares mais saudáveis podem influenciar o parceiro.  Foto: Pixabay

Dividir uma pizza ou uma salada com o seu amor? Ir a um restaurante ou fazer uma caminhada? Sabia que, dependendo dos hábitos e da alimentação do seu parceiro, você pode ser influenciado? Segundo um estudo divulgado este mês pela publicação científica   Obesity Journal, é possível "contagiar" quem vive do nosso lado com hábitos alimentares e ficar mais saudável juntos.

O trabalho analisou durante seis meses os resultados de 130 casais nos quais um dos parceiros participava do programa Weight Watchers, conhecido no Brasil como Vigilantes do Peso. O trabalho fornece informações sobre alimentação saudável, receita e métodos de emagrecimento, além de ter reuniões presenciais e on-line para acompanhar o tratamento.  

De acordo com o estudo, a partir da mudança de hábitos, o outro parceiro tende a se alimentar melhor, apesar de não entrar no tratamento formalmente. "A perda de peso pode contagiar os parceiros e mudanças no estilo de vida podem ter efeitos para além do indivíduo tratado". 

A publicação ressalta, no entanto, que o emagrecimento é "altamente independente", mas que existem formas de envolver os cônjuges no tratamento para aproveitá-lo de forma mais eficaz, respeitando as escolhas individuais.