Nutrientes para atletas: quais as melhores fontes?

- O Estado de S.Paulo

'Temos de levar em conta, não somente a atividade que a pessoa pretende fazer, como também o próprio organismo do indivíduo e seus hábitos', afirma nutrólogo

A dieta dos praticantes de atividade física deve conter em maior volume, essencialmente, carboidratos e proteínas

A dieta dos praticantes de atividade física deve conter em maior volume, essencialmente, carboidratos e proteínas Foto: Pixabay

Para qualquer indivíduo, uma alimentação balanceada é fundamental para alcançar uma vida mais saudável. No caso dos praticantes de atividade física, tal atenção com a dieta deve ser redobrada, já que os exercícios exigem um consumo diferenciado de alguns nutrientes específicos.

Para o nutrólogo Guilherme Giorelli, presidente da Associação Brasileira de Nutrologia, em entrevista ao programa Rota Saudável, da Rádio Estadão, a alimentação ideal depende de diversos fatores. “Temos de levar em conta, não somente a atividade que a pessoa pretende fazer, como também o próprio organismo do indivíduo e seus hábitos”, afirma.

A dieta dos praticantes de atividade física deve conter em maior volume, essencialmente, carboidratos e proteínas. “Temos de fazer uma leitura das necessidades da pessoa para ajustarmos a dieta e definirmos a quantidade correta de cada um dos nutrientes. Também é importante verificar, por exemplo, se a pessoa precisa de proteína na forma direta, com a ingestão dos alimentos que a contêm, ou na forma de aminoácidos, ingeridos por meio de suplementos”, observa o especialista.

O momento do atleta em relação à atividade também deve ser levado em consideração. Segundo Giorelli, “antes do treino ou da prova, o ideal é a ingestão de um carboidrato de absorção mais lenta, como a batata doce, para que o organismo utilize as propriedades durante o esforço. Já após a prática, é indicado um carboidrato de absorção mais veloz, como o arroz e as frutas, para auxiliar na recuperação do atleta”.

As barras de cereais também são consideradas aliadas do praticante de atividade física. “Elas oferecem uma carga de carboidratos mais rápida para o atleta. Porém, é importante verificar a quantidade de proteínas que contêm. Quanto mais proteínas, a barra se torna mais completa, porém entardece a absorção do organismo”, observa o nutrólogo.