Mitos e verdades sobre o câncer de cabeça e pescoço

Redação - O Estado de S.Paulo

Cuidado: há relação entre o consumo de carne vermelha e o desenvolvimento da doença

Tumores de cabeça e pescoço representam o nono tipo de câncer mais comum no mundo

Tumores de cabeça e pescoço representam o nono tipo de câncer mais comum no mundo Foto: geralt/ Pixabay

No Brasil, segundo o INCA, estima-se para 2017 que cerca de 22 mil brasileiros receberão o diagnóstico dos dois tipos mais comum de câncer na região, que são cavidade oral e laringe.

Os tumores de cabeça e pescoço, segundo o Globocan 2012, levantamento da Organização Mundial de Saúde, representam o nono tipo de câncer mais comum no mundo, com maior prevalência nos países em desenvolvimento. Incluindo todas as áreas da cavidade oral, como a língua e boca e localizações como laringe, faringe, seios paranasais, cavidade nasal e glândulas salivares, são registrados aproximadamente 700 mil novos casos anualmente. No Brasil, segundo o INCA, estima-se para 2017 que cerca de 22 mil brasileiros receberão o diagnóstico dos dois tipos mais comum de câncer na região, que são cavidade oral e laringe.

O cirurgião oncologista e Diretor do Departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço e Otorrinolaringologia do A.C.Camargo Cancer Center, Luiz Paulo Kowalski, alerta para alguns mitos e verdades sobre os tumores de cabeça e pescoço.

O consumo em excesso de carne vermelha pode aumentar o risco de desenvolvimento de câncer na região?

Verdade. Ingerir diariamente carne vermelha em grandes quantidades pode predispor a um tumor na boca ou garganta, principalmente quando preparada em churrasqueiras, uma vez que o carvão utilizado contém elementos carcinogênicos. O consumo ideal de carne é de 2 a 3 vezes por semana e recomenda-se variar a forma de preparo, além de incluir bastante salada na alimentação.

Alimentação rica em frutas e verduras pode ser fator de proteção?

Verdade. Uma dieta com predominância de frutas cítricas e vegetais verdes, por exemplo, pode proteger diversos tipos de câncer, como os de cabeça e pescoço. Bebidas naturais, como chá verde, açafrão e própolis, também podem ser importantes fatores de proteção contra esses tumores, devido à presença de antioxidantes, componentes capazes de evitar a formação de lesões e tumores nas células.

Câncer na boca pode ser causado pelo uso de próteses dentárias?

Mito. A utilização de próteses dentárias não provoca câncer. Porém, caso esteja solta e machuque continuamente a boca, pode causar um traumatismo crônico, lesão com possibilidade de predispor ao câncer. A boca deve ser higienizada corretamente, pois, de acordo com algumas pesquisas, a gengivite crônica pode acumular bactérias com potencial carcinogênico. No entanto, não há ligação entre cáries e câncer.

Enxaguantes bucais têm relação com a formação de tumores na boca?

Verdade. A utilização de enxaguantes bucais com álcool em sua composição pode aumentar a incidência de câncer. Isso ocorre com o uso diário e em longo prazo, pois o álcool pode eliminar bactérias protetoras da boca e facilitar a proliferação de outras que podem produzir substâncias maléficas ao organismo.

Consultoria: A.C.Camargo Cancer Center